Abrir menu principal

Alterações

m
Correção
Para 2015, a escola conta com um novo carnavalesco, o ex-rei momo Alex de Oliveira,<ref>{{citar web|URL=http://www.galeriadosamba.com.br/noticia/alex-oliveira-e-o-novo-carnavalesco-da-academicos/12458/1/|título=Alex Oliveira é o novo carnavalesco da Acadêmicos da Rocinha|autor=Galeria do Samba|data=07/04/2014|publicado=12:07|acessodata=07/04/2014}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.sidneyrezende.com/noticia/227421+academicos+da+rocinha+contrata+alex+de+oliveira|título=Acadêmicos da Rocinha contrata Alex de Oliveira|autor= SRZD-Carnaval|data=09/04/2014|acessodata=28/04/2014}}</ref> que faz dupla com Christine Moutinho.<ref name="carnavalesco 2015">{{citar web|URL=http://www.tititidosamba.com.br/site.php?modulo=noticias&codigo=7909|título=Rocinha contrata Alex de Oliveira e Christine Moutinho|autor=Tititi do Samba|data=17/04/2014|acessodata=28/04/2014}}</ref><ref name="carnavalesco 2015-2">{{citar web|URL=http://www.sidneyrezende.com/noticia/227656+equipe+da+rocinha+ja+trabalha+duro+no+enredo+de+2015|título=Equipe da Rocinha já trabalha duro no enredo de 2015|autor=SRZD-Carnaval|data=15/04/2014|publicado=8h58|acessodata=28/04/2014}}</ref> conseguindo o campeonato da Série B e a volta a Sapucaí, no ano seguinte. Em 2016, com o enredo "Nova Roma é Brasil, Brasil é Rocinha", conseguiu a permanência na Série A, terminando na 13° colocação. Para o carnaval de 2017, contratou o carnavalesco João Vitor Araújo, ex-Viradouro, para desenvolver o enredo ''"No Saçarico da Marquês, Tem Mais Um Freguês: Viriato Ferreira"'' que vai homenagear o carnavalesco que assinou desfiles marcantes como ''Hoje Tem Marmelada'' (Portela 1980) e ''O que é que a banana tem?'' da Imperatriz em 1991. A escola fez um bom desfile tanto nos quesitos plásticos, quantos nos técnicos, sendo considerada a grande surpresa do carnaval, o que se comprova na apuração, quando termina da 6º colocação, a frente de escolas como Império da Tijuca e Renascer de Jacarepaguá. Porém, o carnavalesco [[João Vitor Araújo]] não renova com escola e migra para a [[Unidos de Padre Miguel]], a escola de São Conrado contrata o carnavalesco Marcus Ferreira, campeão no Império Serrano em 2017. O enredo será ''"Madeira Matriz"'', sobre os 110 anos da [[Xilogravura]], fazendo uma homenagem a J. Borges, o maior xilogravista do Brasil. Com um desfile abaixo da crítica, a escola, cotada a ficar entre as cinco primeiras, termina na décima primeira colocação.
 
Para 2019, a escola se reforçou do intérprete [[Ciganerey]], vindo da Mangueira para substituir Leléu (que foi para o Império Serrano); do ex-presidente da Vila Isabel (Wilson Móises), na direção de carnaval<ref name="Móises">{{citar web|URL=https://extra.globo.com/tv-e-lazer/roda-de-samba/ex-presidente-da-vila-assume-direcao-geral-de-carnaval-na-rocinha-23009342.html|título=Ex-presidente da Vila assume direção geral de carnaval na Rocinha|autor=Roda de Samba - Extra|data=25/08/2018|acessodata=09/09/2018}}</ref> e o carnavalesco Júnior Pernambucano, que desenvolveu o enredo ''"Bananas para o Preconceito"'', num desfile semelhante ao anterior e mesma colocação. prapara 2020, a escola contratou o carnavalesco Marcus Paulo, também membro da [[Comissão de Carnaval]] da [[Unidos da Tijuca]] e traz como enredo ''"A guerreira negra que dominou dois mundos"'',uma homenagem a escrava Maria da Conceição.
 
== Segmentos ==