Diferenças entre edições de "Igreja Ortodoxa Russa"

7 bytes adicionados ,  16h51min de 19 de setembro de 2019
sem resumo de edição
A história da Cristandade na região da [[Grande Rússia]] tradicionalmente começa ainda no período apostólico, quando [[Santo André]] teria chegado onde hoje é [[Quieve]] e profetizado a construção de uma grande cidade cristã. Onde ele teria erigido uma cruz seria hoje a Igreja de Santo André.<ref>{{citar web |url = http://www.chrysostom.org/firstcalled/life.html |título = Life of the Apostle Andrew |publicado = Chrysostom |último = Damick |primeiro = Andrew S. |acessodata = 2007-06-25 |arquivourl = https://web.archive.org/web/20070727090106/http://www.chrysostom.org/firstcalled/life.html# |arquivodata = 27 de julho de 2007 |urlmorta = yes }}</ref><ref>{{citar web |url= http://www.orthodox.clara.net/baptism_rus.htm |título= The Baptism of Russia and Its Significance for Today |obra= Orthodox |publicado= Clara |último= Voronov |primeiro= Theodore |data= 2001-10-13 |acessodata= 2007-06-25 |arquivourl= https://web.archive.org/web/20070418065947/http://www.orthodox.clara.net/baptism_rus.htm# |arquivodata= 18 de abril de 2007 |urlmorta= yes }}</ref>
 
A história da cristianização da região começou na década de 860. Nesta década, a [[guerra rus'-bizantina de 860|guerra russo-bizantina de 860]] pôs o [[Caganato de Rus]] em contato com o [[Império Bizantino]], que viu sua vitória como intercessão da própria [[Teótoco]], e, de acordo com [[Fócio]], enviou bispos ao maravilhado povo do caganato em 866 ou 867.<ref>Theophanes Continuatus, Ioannes Cameniata, Symeon Magister, Georgius Monachus. Ed. I. Becker. Bonnae, 1838 (CSHB), p. 196.</ref>
 
Na mesma época, [[São Cirilo, o Filósofo|São Cirilo]] e [[Metódio]] traduziram a [[Bíblia]] para o [[eslavo eclesiástico]], facilitando a conversão de [[eslavo]]s. Já havia uma comunidade cristã na nobreza local em meados do {{séc|X}}, notavelmente com a conversão de [[Santa Olga]]. Olga, no entanto, não conseguiu converter seu filho {{lknb|Esvetoslau|I|de Quieve}}, deixando a tarefa de cristianização do povo local para o filho deste, [[Vladimir I de Quieve|Vladimir I]], em episódio conhecido como ''Batismo de Quieve''. É eleito o primeiro metropolita, Miguel I, escolhido pelo [[Patriarca Ecumênico de Constantinopla]]. Em 1299, com a perda da influência de Kiev, a [[arquidiocese]] mudou-se para [[Vladimir (cidade)|Vladimir]]. Em 1325, mudou-se finalmente para [[Moscou|Moscovo]].
 
A história da Igreja Ortodoxa sob a [[Rússia Czarista]] é conturbada, como em 1569, quando [[Ivan, o Terrível]] ordenou o assassinato do Metropolita Filipe II. Em 1589, com o crescimento da importância da Igreja, Constantinopla lhe cede [[autocefalia]] e proclama seu metropolita patriarca. Em 1666, houve o primeiro grande sinal de intrusão do Estado na Igreja, com [[Aleixo I da Rússia|Aleixo I]] provocando a deposição do Patriarca Nikon (conhecido pela elaboração das reformas que levaram ao cisma dos [[velhos crentes]]). Em 1721, [[Pedro I da Rússia|Pedro I]] aboliu o Patriarcado e transformou a Igreja em uma instituição estatal, o que só foi interrompido em 1917 com a [[Revolução de Outubro]].
 
==No Brasil==
No Brasil, a Igreja Ortodoxa Russa canônica se faz presente através da ''Eparquia da Argentina e América do Sul'', sediada em [[Buenos Aires]]. <ref>[http://pt.orthodoxwiki.org/Eparquia_da_Argentina_e_Am%C3%A9rica_do_Sul Orthodox Wiki: Eparquia da Argentina e América do Sul]</ref> A Eparquia foi criada em 1946, com a elevação de um [[vicariato]] da Diocese Norte-Americana ao status eparcal. A [[diocese]], atualmente administrada pelo Metropolita Inácio, tem jurisdição sobre quatro paróquias no país, nos estados de [[São Paulo (estado)|São Paulo]], [[Rio Grande do Sul]] e [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]]. A mais antiga destas, a Igreja do Santo Apóstolo João o Evangelista, em [[Campina das Missões]], foi construída ainda em 1910.<ref>[http://pt.orthodoxwiki.org/Lista_de_templos_e_par%C3%B3quias_russas_na_Am%C3%A9rica_do_Sul Orthodox Wiki: Lista de templos e paróquias russas na América do Sul]</ref><ref>{{Citar web |url=http://riordan.ru/pt/historia-2/# |titulo=Paróquia Santa Zenaide |acessodata=21 de setembro de 2015 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20151004025927/http://riordan.ru/pt/historia-2/# |arquivodata=4 de outubro de 2015 |urlmorta=yes }}</ref><ref>{{Citar web |url=http://br.sputniknews.com/portuguese.ruvr.ru/2013_10_19/templo-de-santa-zenaide-historia-da-criacao-3221/# |titulo=Sputnik News |acessodata=21 de setembro de 2015 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20151003174853/http://br.sputniknews.com/portuguese.ruvr.ru/2013_10_19/templo-de-santa-zenaide-historia-da-criacao-3221/# |arquivodata=3 de outubro de 2015 |urlmorta=yes }}</ref>
 
A Eparquia da Argentina e América do Sul tem jurisdição no resto da [[América do Sul]] e [[América Central|Central]] (com exceção do [[México]]), mas igrejas historicamente ligadas à [[Igreja Ortodoxa Russa no Exterior]] podem ser administradas pela ''Diocese de Caracas e América do Sul'', formada em 2009 a partir da ''Diocese de Buenos Aires e América do Sul'', fundada em 1948 pela IORE.<ref>[http://pt.orthodoxwiki.org/Diocese_de_Caracas_e_Am%C3%A9rica_do_Sul Orthodox Wiki: Diocese de Caracas e América do Sul]</ref> Não há igrejas da IORE canônicas, isto é, em comunhão com o restante da [[Igreja Ortodoxa]], no [[Brasil]], devido a todas cismarem com o Bispo Agafangel após sua recusa da união canônica entre IORE e Moscou em [[2007]] e consagração de novos bispos, formando a chamada Autoridade Eclesial Suprema Provisória.<ref name="ROCA">Orthodox Wiki: [https://orthodoxwiki.org/Agafangel_(Pashkovsky)_of_Odessa Agafangel (Pashkovsky) of Odessa]</ref>
242

edições