Diferenças entre edições de "Joker (filme de 2019)"

1 byte adicionado ,  22h46min de 6 de outubro de 2019
m
Em 1981, Arthur Fleck é um homem que sofre de uma problema neurológico que faz com que ele ria em momentos inapropriados e, por isso, visita regularmente um serviço de assistência social para adquirir remédios. Ele trabalha como um palhaço prestando serviços para terceiros, enquanto mora com sua mãe, Penny, em [[Gotham City]]. Arthur se relaciona com poucas pessoas até conhecer Sophie, uma mãe solteira que vive no mesmo prédio que ele, a quem ele convida para conhecer seu outro trabalho como comediante de stand-up.
 
Depois que um grupo de crianças o atacam em um beco, um colega de trabalho de Arthur, Randall, lhe empresta uma arma para sua proteção. Porém, durante uma apresentação em um hospital para entreter crianças, a arma cai do seu bolso. Arthur é demitido por isso e Randall mente dizendo que Arthur comprou a arma sozinho. Voltando para casa de metrô, ele é agredido por três executivos da [[Wayne Enterprises]] após estes pensarem que ele estava debochando da tentativa de assédio deles a uma mulher. Ele atira nos dois primeiros em auto-defesa e persegue e executa o terceiro. Os assassinatos geram uma série de protestos contra oos ricos de Gotham em que os manifestantes se fantasiam de palhaços tal como o assassino não identificado.
 
Posteriormente, Arthur descobre que o programa de assistência social teve seu orçamento cortado e ele ficará sem seus remédios. Nessa noite, Sophie vai ao seu show de stand-up, que vai mal porque ele não consegue parar de rir, o que dificulta sua apresentação. Seu fracasso repercute e as cenas de seus risos são exibidas num famoso programa de auditório de um de seus ídolos, Murray Franklin. Mais tarde, Arthur lê uma carta de sua mãe para o bilionário e candidato a prefeito Thomas Wayne, para quem ela trabalhou por 30 anos; na carta, ela alega que Arthur é filho de Thomas. Depois de se exaltar com sua mãe, Arthur vai até a [[mansão Wayne]] atrás de satisfações. Mas ele só encontra o filho de Thomas, Bruce, e é barrado por [[Alfred Pennyworth]], a quem Arthur agride através do portão antes de fugir. Quando ele chega em casa descobre que sua mãe sofreu um [[acidente vascular cerebral]] e foi internada depois que dois detetives interrogaram ela quanto a possibilidade do envolvimento de Arthur com as mortes no metrô.