Diferenças entre edições de "Grande Prêmio dos Países Baixos de 1982"

4 233 bytes adicionados ,  01h26min de 10 de outubro de 2019
sem resumo de edição
 
Resultados do '''[[Grande Prêmio dos Países Baixos]]''' de '''[[Fórmula 1]]''' realizado em [[Circuito de Zandvoort|Zandvoort]] em [[3 de julho]] de [[1982]]. Nona etapa da temporada, nele o francês [[Didier Pironi]], da [[Scuderia Ferrari|Ferrari]], conseguiu a última vitória de sua carreira. Em segundo lugar ficou [[Nelson Piquet]] representando a [[Brabham]]-[[BMW]] e [[Keke Rosberg]] chegou em terceiro pela [[Williams Grand Prix Engineering|Williams]]-[[Cosworth|Ford]].<ref name=FORMULA>{{citar web|título=1982 Dutch Grand Prix - race result|url=https://www.formula1.com/en/results.html/1982/races/445/netherlands/race-result.html || acessodata=12 de fevereiro de 2019}}</ref><ref name=CORRIDA>'''Pironi vence na Holanda e Piquet é segundo''' (online). [[Jornal do Brasil]], Rio de Janeiro (RJ), 04/07/1982. Primeiro caderno, Esportes, p. 09. Página visitada em 12 de fevereiro de 2019.</ref>{{Nota de rodapé|'''Voltas na liderança:''' Alain Prost 4 voltas (1-4); Didier Pironi 68 voltas (5-72).}}
 
==Resumo==
===Pironi e Tambay juntos na Ferrari===
Durante as quatro primeiras corridas do ano a [[Scuderia Ferrari|Ferrari]] teve [[Gilles Villeneuve]] e [[Didier Pironi]] como seus titulares e no [[Grande Prêmio de San Marino de 1982|Grande Prêmio de San Marino]] um boicote das equipes ligadas à [[Associação dos Construtores da Fórmula 1]] (FOCA) fez com que apenas quatorze carros alinhassem para a corrida no [[Autódromo Enzo e Dino Ferrari|Autódromo de Ímola]].<ref name=SITE>{{citar web || url=https://www.grandprix.com/races/san-marino-gp-1982.html || titulo= San Marino GP, 1982 (em inglês) no grandprix.com || acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref>{{Nota de rodapé|Em apoio à FOCA dez equipes boicotaram o Grande Prêmio de San Marino de 1982: Brabham, Williams, McLaren, Lotus, Ensign, March, Fittipaldi, Ligier, Arrows e Theodore. Por outro lado "equipes de fábrica" como Ferrari, Renault e Alfa Romeo uniram-se à FISA e receberam o apoio de quatro times dissidentes: Tyrrell, Osella, ATS e Toleman, permitindo assim a realização de uma corrida com apenas quatorze carros no grid.}} Neste cenário, a quebra das [[Renault F1 Team|Renault]] de [[Alain Prost]] e [[René Arnoux]] resultou numa dobradinha entre os carros da Casa de Maranello com Villeneuve à frente de Pironi. O canadense, acreditando que a ordem dos boxes para "reduzir o ritmo" era um sinal de que as posições seriam mantidas, viu uma ultrapassagem do francês como mera encenação para a torcida. Entretanto, Pironi não devolveu a posição e roubou a vitória de seu companheiro de equipe. Furioso, Gilles Villeneuve fechou o cenho e jurou nunca mais falar com seu mais novo rival.<ref name=INIMIZADE>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2018/04/25/inimizade-entre-villeneuve-e-pironi-foi-efemera-mas-marcou-historia-da-f1.ghtml|titulo=Inimizade entre Villeneuve e Pironi foi efêmera, mas marcou história da F1|obra=globoesporte.com|publicado=Globo Esporte|autor=Fred Sabino|data=25/04/2018|acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref> Infelizmente tal situação não pôde ser revertida, pois o canadense morreu num acidente durante os treinos para o [[Grande Prêmio da Bélgica de 1982|Grande Prêmio da Bélgica]], forçando a Ferrari a abandonar a corrida em sinal de luto.<ref name=VILLENEUVE>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2019/05/08/a-tragedia-de-gilles-villeneuve-e-a-dura-missao-de-reginaldo-leme-ao-cobrir-a-morte-de-um-idolo.ghtml|titulo=A tragédia de Gilles Villeneuve e a dura missão de Reginaldo Leme ao cobrir a morte de um ídolo|obra=globoesporte.com|publicado=Globo Esporte|autor=Fred Sabino|data=08/05/2019|acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref> Sem definir um substituto para o ídolo que perdera, a equipe vermelha disputou os grandes prêmios de [[Grande Prêmio de Mônaco de 1982|Mônaco]], [[Grande Prêmio de Detroit de 1982|Detroit]] e [[Grande Prêmio do Canadá de 1982|Canadá]] apenas com o carro de [[Didier Pironi]] até anunciar [[Patrick Tambay]] como o seu novo contratado a partir do Grande Prêmio dos Países Baixos.<ref name=TAMBAY>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2019/06/25/um-dos-nomes-mais-simpaticos-da-formula-1-patrick-tambay-completa-70-anos-de-idade.ghtml|titulo=Um dos nomes mais simpáticos da Fórmula 1, Patrick Tambay completa 70 anos de idade|obra=globoesporte.com|publicado=Globo Esporte|autor=Fred Sabino|data=25/06/2019|acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref>
 
Também forçada pelas circunstâncias, a [[Team Lotus|Lotus]] convocou o brasileiro [[Roberto Pupo Moreno|Roberto Moreno]] para o lugar de [[Nigel Mansell]], vítima de um acidente na prova de [[Montreal]] há três semanas.<ref name=MORENO>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2019/02/11/os-60-anos-de-roberto-pupo-moreno-relembre-momentos-marcantes-do-piloto-brasileiro.ghtml|titulo=Os 60 anos de Roberto Pupo Moreno: relembre momentos marcantes do piloto brasileiro|obra=globoesporte.com|publicado=Globo Esporte|autor=Fred Sabino|data=14/10/2018|acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref>
 
==Classificação da prova==
|align="center" bgcolor="#ffcfcf| '''DNQ'''
|align="center"| 12
| {{BRAb}} [[Roberto Pupo Moreno|Roberto Moreno]]
| [[Team Lotus|Lotus]]-[[Cosworth|Ford]]
|
29 670

edições