Diferenças entre edições de "Grande Prêmio dos Países Baixos de 1982"

2 685 bytes adicionados ,  14h49min de 10 de outubro de 2019
sem resumo de edição
 
Também forçada pelas circunstâncias, a [[Team Lotus|Lotus]] convocou o brasileiro [[Roberto Pupo Moreno|Roberto Moreno]] para o lugar de [[Nigel Mansell]], vítima de um acidente na prova de [[Montreal]] há três semanas. Submetido aos treinos, Moreno não se classificou.<ref name=MORENO>{{citar web|url=https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2019/02/11/os-60-anos-de-roberto-pupo-moreno-relembre-momentos-marcantes-do-piloto-brasileiro.ghtml|titulo=Os 60 anos de Roberto Pupo Moreno: relembre momentos marcantes do piloto brasileiro|obra=globoesporte.com|publicado=Globo Esporte|autor=Fred Sabino|data=14/10/2018|acessodata=9 de outubro de 2019}}</ref>
 
===Didier Pironi domina e vence===
Após a largada, Prost foi mais esperto que Arnoux e tomou-lhe o primeiro lugar invertendo a dobradinha da [[Renault F1 Team|Renault]] enquanto Pironi e Tambay os perseguiam nos bólidos da [[Scuderia Ferrari|Ferrari]] enquanto o campeão mundial [[Nelson Piquet]] caiu para o sexto lugar. Originalmente Pironi era o quarto colocado no grid, mas graças ao aprumo de seu equipamento chegou à vice-liderança e perseguiu [[Alain Prost]] durante três voltas até assumir a ponta na quinta passagem. Por dez voltas os carros da Renault comboiaram o novo líder, mas tal cenário mudou graças ao bom rendimento de Piquet: num intervalo de dezoito voltas o brasileiro tomou o terceiro lugar de Arnoux e o segundo lugar de Prost, embora em determinado instante da prova tenha ficado a 44 segundos de [[Didier Pironi]]. Neste ínterim [[René Arnoux]] sofreu um acidente na vigésima segunda volta ao perder uma das rodas na altura da curva Tarzan e colidir violentamente contra uma barreira de pneus. Mesmo atordoado, o piloto nada sofreu. O azar da equipe francesa foi completado na trigésima terceira volta quando estourou o motor de Prost.<ref name=PROVA>'''Pironi vence na Holanda e Piquet fica em segundo''' (online). [[Folha de S.Paulo]], São Paulo (SP), 04/07/1982. Esportes, 3º caderno, p. 21. Página visitada em 10 de outubro de 2019.</ref>
 
No mesmo instante em que a [[Renault F1 Team|Renault]] abandonou a corrida a ordem do pódio ficou definida com [[Didier Pironi]] ([[Scuderia Ferrari|Ferrari]]), [[Nelson Piquet]] ([[Brabham]]) e [[Keke Rosberg]] ([[Williams Grand Prix Engineering|Williams]]), embora o finlandês tenha reduzido sua desvantagem para menos de oito décimos. Dentre os que vieram a seguir, somente [[Niki Lauda]] ([[McLaren]]) terminou na mesma volta dos líderes enquanto [[Derek Daly]] pôs a outra Williams entre os melhores e [[Mauro Baldi]] ([[Arrows]]) fechou a zona de pontuação.<ref>{{citar web || url=https://www.grandprix.com/races/dutch-gp-1982.html || titulo= Dutch GP, 1982 (em inglês) no grandprix.com || acessodata=10 de outubro de 2019}}</ref> Tão feliz quanto eles estava [[Derek Warwick]], autor da volta mais rápida pela modesta [[Toleman]]-[[Hart Racing Engines|Hart]] com 1:19.780 na décima terceira volta, uma façanha inédita para a equipe de Ted Toleman e Alex Hawkridge.
 
Graças à vitória obtida em [[Circuito de Zandvoort|Zandvoort]], Didier Pironi chegou aos 29 pontos, um a menos em relação a [[John Marshall Watson|John Watson]] que não pontuou ao chegar em nono. Dentre os construtores a [[McLaren]] soma 45 pontos, dez a mais em relação a [[Scuderia Ferrari|Ferrari]].
 
==Classificação da prova==
28 962

edições