Diferenças entre edições de "Copa do Mundo FIFA de 1994"

94 bytes removidos ,  19h10min de 18 de outubro de 2019
|penalidades1 = [[Márcio Santos]] {{penmiss|defesa do goleiro}} <br />[[Romário]] {{pengol}} <br />[[Branco (futebolista)|Branco]] {{pengol}} <br />[[Dunga]] {{pengol}}
|penalidades2 = {{penmiss|chute para fora}} [[Franco Baresi|Baresi]]<br /> {{pengol}} [[Demetrio Albertini|Albertini]]<br /> {{pengol}} [[Alberigo Evani|Evani]]<br /> {{penmiss|defesa do goleiro}} [[Daniele Massaro|Massaro]]<br />{{penmiss|chute por cima do gol}} [[Roberto Baggio|R. Baggio]]}}
 
[[Imagem:Inter_vs_Chelsea_at_the_Rose_Bowl.jpg|thumb|O [[Rose Bowl]] foi o palco da final.]]
 
A final entre [[Seleção Brasileira de Futebol|Brasil]] e [[Seleção Italiana de Futebol|Itália]] no dia 17 de julho, entrou para a história por dois motivos: primeiro, pelo fato de juntar frente a frente duas das três únicas seleções que haviam conquistado três edições de Copa do Mundo, portanto, uma delas acabaria se sagrando tetracampeã, ultrapassando a rival; segundo, porque foi a primeira vez em que a final de uma Copa do Mundo seria decidida na cobrança de tiros livres da marca de pênalti. O jogo terminou em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. A vitória do Brasil veio após três erros italianos: uma defesa do goleiro [[Claudio André Mergen Taffarel|Taffarel]], em chute de [[Daniele Massaro]], e mais dois chutes para fora dos craques italianos [[Roberto Baggio]] e [[Franco Baresi]]. Márcio Santos havia errado também sua cobrança, não sendo necessário ao Brasil efetuar todas as cobranças a que tinha direito.{{carece de fontes|data=julho de 2011}}
Utilizador anónimo