Áugure: diferenças entre revisões

7 bytes removidos ,  23 de outubro de 2019
m
Foram revertidas as edições de 170.78.30.220 para a última revisão de Tuga1143, de 19h25min de 17 de março de 2017 (UTC)
(sob)
m (Foram revertidas as edições de 170.78.30.220 para a última revisão de Tuga1143, de 19h25min de 17 de março de 2017 (UTC))
Etiqueta: Reversão
{{Sacerdócios da Roma Antiga}}
'''Áugures''' ,ou '''arúspices''' eram [[sacerdote]]s da [[Roma Antiga]] que usavam os hábitos dos animais para tirar presságios, exemplos disso são o seu voo, o seu canto e suas próprias entranhas, e o apetite dos frangos sagradosagrados.
 
Formaram um [[Colégio (Roma Antiga)|colégio]] venerado em Roma, nada de importante se fazia sem consultar os mesmos. Sob o pretexto que os [[auspício]]s não eram favoráveis, um áugure poderia impedir até uma [[execução]] publica. Não tardou, porém que estas predições supersticiosas caíssem em descrédito. do 2°
 
{{Quote2|''auspiciis hanc urbem conditam esse, auspiciis bello ac pace domi militiaeque omnia geri, quis est qui ignoret?''<br>( "Quem não sabe que esta cidade foi fundada somente após consultar as divindades, que toda guerra e paz, no país e no estrangeiro, foi feito somente após consultar as divindades? ")|[[Lívio]], VI.41}}
 
== Etimologia ==
[[FicheiroImagem:Augur, Nordisk familjebok.png|thumb|esquerda|upright=0.6|Um áugure]]
A origem da palavra ''augur'' é incerta; antigos autores acreditavam que ela continha as palavras ''aui'' e ''gero - [[Latim]] significando "orientação dos pássaros" - mas linguistas dizem que a sua origem é a raiz ''Agosto -'' "prosperidade".