Diferenças entre edições de "Nellie Bly"

7 bytes adicionados ,  02h10min de 28 de outubro de 2019
bot: revertidas edições de 187.19.244.76 ( modificação suspeita : -27), para a edição 55673614 de 177.37.150.217
(→‎O hospital psiquiátrico: adição de Conteúdo)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
(bot: revertidas edições de 187.19.244.76 ( modificação suspeita : -27), para a edição 55673614 de 177.37.150.217)
Internada em um hospital psiquiátrico, Nellie teve uma visão das condições da instituição em primeira mão. A comida era arroz, carne estragada pão seco e água intragável. Os pacientes mais perigosos eram amarrados uns aos outros com cordas. As pacientes em geral eram obrigadas a ficar sentadas em bancos duros durante o dia inteiro, sem nenhuma proteção contra o frio.<ref name="NBO"/> Esgoto corria pelo refeitório e pela cozinha. Ratos percorriam os corredores e os quartos. A água para o banho era gelada e jogada sobre a cabeça das pacientes com baldes. As enfermeiras eram abusivas, grosseiras, gritavam para que as pacientes calassem a boca, batendo nelas caso não o fizessem. Conversando com algumas pacientes, ela teve certeza de que muitas não eram insanas ou loucas e estavam internadas contra a vontade.<ref name="NBO"/><ref name=Kroeger/> Sobre essa experiência, ela escreveu:
 
{{quote1|''O que, exceto a tortura, poderia gerar insanidade mais rápido do que este tratamento? Aqui uma classe de mulheres foi enviada para ser curada. Gostaria que os médicos especialistas, que me condenaram por minhas ações, que provaram suas habilidades, que peguem mulheres perfeitamente saudáveis e sãs, que calem suas bocas e as façam sentar das seis da manhã às 8 da noite em bancos duros, que não deixem que elas falem ou se movam durante essas horas, sem dar-lhes nada para ler ou conhecimento sobre o mundo lá fora, dando-lhes comida de péssima qualidade e um tratamento brutal, e vejam quanto tempo levará para que elas se tornem loucas. Dois meses as destruiriam mental e fisicamente''.<ref (Nellie bly)name=Kroeger/>}}
 
 
Depois de 10 dias no hospital, Nellie recebeu alta. Sua reportagem publicada posteriormente em livro, chamado ''Dez Dias em Um Hospício'', causou um furor na opinião pública e elevou o nome de Nellie ao estrelato. Médicos e funcionários tentaram explicar o quão decepcionados estavam com o relato, enquanto promotores lançaram uma investigação sobre as condições no hospital psiquiátrico, convidando Nellie para participar.<ref name="NBO"/> Eles elaboraram um relatório recomendando mudanças extensas no tratamento dado às pacientes e aumentaram o orçamento do Departamento de Correções e Caridade em 850 mil dólares. O relatório também exigia que apenas pessoas severamente doentes fossem enviadas aos hospitais.<ref name="NBO"/><ref name=Kroeger/>