Abrir menu principal

Alterações

{{Islão no mundo}}
O '''islamismo''' é a religião comque possui o maior número de adeptos na [[África]], seguido do [[Cristianismo]], de acordo com a [[World Book Encyclopedia]]. Apesar disso, o número exato de pessoas que praticam esta religião é desconhecido, pois as pesquisas demográficas no continente são incompletas. Segundo a [[Encyclopaedia Britannica|Encyclopedia Britannica]], a África é constituída por 45% de muçulmanos, 40% de cristãos e menos de 15% de [[Ateísmo|ateus]], ou que seguem cultos africanos
 
O Islã foi introduzido no continente africano pouco depois de seu surgimento, e diversos reinos islâmicos se estabeleceram no continente durante os períodos seguintes, continuando seu rápido crescimento através do [[século XX]] e no [[século XXI]], com uma taxa de crescimento, por algumas estimativas, que é duas vezes mais rápido do Cristianismo na África<ref>[http://www.newsfromafrica.org/newsfromafrica/articles/art_10733.html Islam making in-roads in Zambia]</ref> O islamismo na África está aumentando paralelamente aos falantes das [[línguas bantu]], que costumam seguir o islã na [[África central]] e na [[África Oriental|oriental]].{{Carece de fontes|date=Setembro de 2009}} As divergências entre as religiões islâmica e cristã têm sido a causa de diversos conflitos, sobretudo em países onde não há maioria absoluta por parte de nenhuma das religiões, como na [[Tanzânia]], [[Nigéria]] e [[Costa do Marfim]].{{Carece de fontes|date=Setembro de 2009}}.
 
A expansão muçulmana no norte da África pode ser datada do [[século VII]], quando chegaram ao [[Egito]] muçulmanos da [[Península Arábica]], a partir da expansão do [[Califado Omíada]].<ref>[https://www.publicmedievalist.com/who-built-africa/ Who Built Africa?]</ref> Estes árabes muçulmanos tiveram que enfrentar resistência dos exércitos [[Império Bizantino|bizantinos]], bem como dos povos [[berberes]]. No [[século X]], a busca por [[ouro]] levou o avanço egípcio à região da [[Líbia]], estendendo a influência islâmica e a cultura árabe para aquelas partes. A expansão da influência muçulmana teve como consequência o surgimento de novos [[califado|califados]]. Em algumas regiões, simultaneamente à adoção da religião islâmica, a presença [[árabes|árabe]] se tornou mais marcante, pois foram adotados igualmente outros aspectos da cultura árabe, como o [[língua árabe|idioma]]. Com o passar do tempo, estas regiões adquiriram exércitos de [[escravidão|escravos]] e fortaleceram seus poderes. Assim, foram se tornando áreas autônomas.
[[FileFicheiro:Traite musulmane medievale.svg|thumb|400px|Comércio de escravos feito por árabes na África durante o [[período medieval]]]]
 
Por volta do século VII, o Egito invadiu a [[Núbia]] - um reino cristão - e, três séculos depois exigiu a conversão do reino ao Islã. O processo de conversão do reino da Núbia foi marcado por enfrentamento militar e diversos conflitos.
Utilizador anónimo