Diferenças entre edições de "Liberalismo económico"

983 bytes removidos ,  14h30min de 9 de junho de 2005
{{copyright}}[http://www.hystoria.hpg.ig.com.br/libclas.html]
({{copyright}}[http://www.hystoria.hpg.ig.com.br/libclas.html])
{{copyright}}[http://www.hystoria.hpg.ig.com.br/libclas.html]
Liberalismo econômico: No decorrer dos séculos XVIII e XIX, o pensamento econômico inglês evoluiu e refletiu as mudanças enfrentadas pela sociedade. Se no século XVI, os mercantilistas viam na obtenção do ouro e da prata a maneira mais importante de enriquecer o país, a própria necessidade de exportar para adquirir o metal evidenciou aos economistas a verdadeira fonte de riqueza: a capacidade de produzir. Surgiram obras sobre as causas da riqueza, a divisão do trabalho, a ação do Estado, os salários, o mercado que, a partir da experiência da economia inglesa, vão embasar a teoria do liberalismo econômico.
0 liberalismo econômico prega o fim da intervenção do Estado na produção e na distribuição das riquezas, o fim das medidas protecionistas e dos monopólios e defende a livre concorrência entre as empresas e a abertura dos portos entre os países. Foi defendido por escritores como Adam Smith, Thomas Malthus, David Ricardo, James Mill, Nassau Senior entre outros que formaram a "Escola Clássica Inglesa".
59 751

edições