Diferenças entre edições de "Região Metropolitana do Recife"

161 bytes removidos ,  19h37min de 12 de novembro de 2019
Publicação pelo IBGE das estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data e referência em 1º de julho de 2018. Somatório da população dos 15 municípios da Área Metropolitana do Recife.
(Desfeita a edição 56355885 de 45.4.57.205)
Etiqueta: Desfazer
(Publicação pelo IBGE das estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data e referência em 1º de julho de 2018. Somatório da população dos 15 municípios da Área Metropolitana do Recife.)
| área = 3216.262
| área_ref =<ref name="IBGE_Área">{{citar web|url=http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/cartografia/default_territ_area.shtm|título=Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02) - Área territorial oficial|autor=IBGE|acessodata=5 de dezembro de 2010|data=10 de outubro de 2002}}</ref>
| população = 40548664110943
| data_pop = Estimativa Populacional [[IBGE]]/[[2018]]<ref name="IBGE_Pop_2018">{{citar web|url=https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/populacao/9103-estimativas-de-populacao.html?=&t=downloads|título=Estimativas de População|data=1 de julho de 2018|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|acessodata=}}</ref>
|população_pos = 6
| data_pib_per_capita = [[IBGE]]/2016<ref name="IBGE_PIB"/>
}}
A '''Região Metropolitana do [[Recife]]''' ('''RMR'''), também referida por '''Grande Recife''', é a maior e principal região metropolitana doda [[UnidadesRegião federativas do Brasil|estado]] [[brasil]]eiro de [[Pernambuco]]Nordeste. [[Conurbação]] mais antiga do Brasil — uma vez que [[Olinda]] surgiu em [[1535]] e Recife em [[1537]] — a metrópole pernambucana foi o principal centro financeiro do [[Brasil Colônia]] até meados do [[século XVIII]], quando do término do [[Ciclo do Açúcar]].<ref name="wol.jw.org">[http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102005410 Recife — cidade que surgiu do açúcar]</ref> De acordo com o [[Censo demográfico do Brasil de 2010|Censo de 2010]] do [[IBGE]] (última contagem oficial da população), é a maior região metropolitana do [[Região Norte do Brasil|Norte]]-[[Região Nordeste do Brasil|Nordeste]], a sexta maior do Brasil e uma das 120 maiores do [[mundo]], além de ser a terceira área metropolitana mais densamente habitada do país, superada apenas por [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] e [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]; e de acordo com a estimativa para [[2017|2018]] feita pelo mesmo instituto, possui 4,044110 milhões de habitantes.<ref name="IBGE_Regiões_Metropolitanas">{{citar web|url=http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/12/confira-o-ranking-das-maiores-regioes-metropolitanas.html|publicado=G1.globo.com|título=Ranking das maiores regiões metropolitanas do Brasil - 2010|data= |acessodata=4 de março de 2014}}</ref><ref name="IBGE Censo 2010">{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/populacao_por_municipio.shtm |titulo=Censo Brasileiro 2010 |data=14 de novembro de 2011 |publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística |acessodata=10 de agosto de 2008}}</ref> Está atrás somente de [[Brasília]], Rio de Janeiro e São Paulo na [[Hierarquia da gestão pública no Brasil|hierarquia da gestão federal]]. Com a entrada do município de [[Goiana]], passou a delimitar-se com a [[Região Metropolitana de João Pessoa]], sendo o único caso de regiões metropolitanas de capitais limítrofes no Brasil. A área metropolitana Recife-João Pessoa tinha 5,327 milhões de habitantes em 2017.<ref name="Centros de gestão pública">{{citar web |url=ftp://geoftp.ibge.gov.br/redes_e_fluxos_do_territorio/gestao_do_territorio/gestao_do_territorio_2014.pdf |título=Gestão do Território - 2014 |página=67 |data= |publicado=IBGE |acessodata=23 de abril de 2014 |datali=maio de 2019 }}</ref><ref name="redurb">{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/regic.shtm |titulo=Regiões de Influência das Cidades - 2007 |data= |publicado=IBGE |acessodata=7 de fevereiro de 2014}}</ref>
 
Concentrando aproximadamente 65% do PIB pernambucano, desempenha um forte papel centralizador no Nordeste brasileiro, abrigando grande número de sedes regionais e nacionais de instituições e empresas públicas e privadas, como o [[Comando Militar do Nordeste]], a [[SUDENE]], a [[Eletrobras Chesf]], o [[Tribunal Regional Federal da 5ª Região|TRF da 5ª Região]], o [[Cindacta|Cindacta III]], o [[Força Aérea Brasileira|II COMAR]], a [[Infraero|SRNE da Infraero]], a [[Instituto Nacional do Seguro Social|SRNE do INSS]], a [[TV Globo Nordeste]], a [[Grupo Votorantim|Votorantim Cimentos N/NE]], a [[Queiroz Galvão]], entre outras, além de possuir o maior número de consulados estrangeiros fora do eixo Rio-São Paulo, sendo inclusive a única cidade, com exceção de [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] e do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], que tem consulados gerais de países como [[Estados Unidos]], [[China]], [[França]] e [[Reino Unido]].<ref name="itamaraty.gov.br">{{Citar web |url=http://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil |titulo=Ministério das Relações Exteriores - Endereços de Consulados Estrangeiros no Brasil |acessodata=2015-02-02 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130723003807/http://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil |arquivodata=2013-07-23 |urlmorta=yes }}</ref> A Região Metropolitana do Recife é a [[Lista das regiões metropolitanas do Brasil por PIB|segunda região metropolitana mais rica do Norte-Nordeste]] (em 2016),<ref name="IBGE_PIB" /> e em conjunto com o município de [[Paudalho]], o [[Lista de concentrações urbanas do Brasil por PIB|mais rico aglomerado urbano do Norte-Nordeste]], e também o [[Lista de concentrações urbanas do Brasil por população|mais populoso]], com {{fmtn|4044948}} habitantes em 2017.<ref name="concentrações_urbanas">{{citar web|url=http://agenciadenoticias.ibge.gov.br/2013-agencia-de-noticias/releases/9710-mais-da-metade-da-populacao-vive-em-294-arranjos-formados-por-contiguidade-urbana-e-por-deslocamentos-para-trabalho-e-estudo.html|título=Mais da metade da população vive em 294 arranjos formados por contiguidade urbana e por deslocamentos para trabalho e estudo|data=25 de março de 2015|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)|acessodata=19-6-2016}}</ref><ref name="IBGE_PIB" />
Utilizador anónimo