Diferenças entre edições de "Média"

6 bytes removidos ,  00h23min de 14 de novembro de 2019
m
Foram revertidas as edições de 95.94.250.241 para a última revisão de 2804:1B2:182:9A7A:4181:1F89:77D7:88B9, de 22h53min de 3 de novembro de 2019 (UTC)
(N para muitos)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Foram revertidas as edições de 95.94.250.241 para a última revisão de 2804:1B2:182:9A7A:4181:1F89:77D7:88B9, de 22h53min de 3 de novembro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
 
=== Origem ===
O primeiro registro da ampliação da média aritmética de 2 para ''muitosn'' casos para realização de estimativas ocorreu no século XVI. Do século XVI em diante, a média gradualmente se tornou um método comum para reduzir erros de medidas em várias áreas.<ref name=":0">{{citar periódico|ultimo=Placket|primeiro=R. L.|titulo=Studies in the History of Probability and Statistics: VII. The Principle of the Arithmetic Mean|jornal=Biometrika|paginas=130 - 135|doi=|url=http://www.jstor.org/stable/2333051?seq=1#page_scan_tab_contents|acessodata=3 de novembro de 2016}}</ref><ref name=":1">{{citar web|url=http://www.york.ac.uk/depts/maths/histstat/eisenhart.pdf|titulo=The Development of the Concept of the Best Mean of a set of Measurements from Antiquity to the Present Day|data=1971|acessodata=3 de novembro de 2016|obra=|publicado=|ultimo=Eisenhart|primeiro=Churchill}}</ref> Na época, os astrônomos queriam saber o valor real de medições imprecisas com a posição de um planeta ou o diâmetro da lua. Com a média de vários valores medidos, cientistas assumiram que o número de erros era relativamente pequeno em comparação com o total de valores medidos. O método de tirar a média para reduzir os erros de observação foi principalmente desenvolvido na astronomia.<ref name=":0" /><ref>{{citar periódico|ultimo=Bakker|primeiro=Arthur|titulo=The Early History of Average Values and Implications for Education|jornal=Journal of Statistics Education|paginas=17 - 26|doi=|url=https://ww2.amstat.org/publications/jse/v11n1/bakker.html|acessodata=3 de novembro de 2016}}</ref>
 
Um possível precursor da média aritmética é a ''mid-range'' (média de dois valores extremos), usada na astronomia árabe do século IX ao século XI e também na metalurgia e na navegação.<ref name=":1" /> Entretanto, há várias outras referências vagas sobre o uso da média aritmética. Elas não são tão claras, mas podem ter relação com a definição moderna de média. De acordo com um texto referente ao século IV:<ref>{{citar periódico|ultimo=Waterfield|primeiro=Robin|titulo=On the Mystical, Mathematical and Cosmological Symbolism of the First Ten Numbers|jornal=The Theology of Arithmetic|paginas=70|doi=|url=|acessadoem=}}</ref>{{Cquote|Em primeiro lugar, devemos estabelecer uma sequência de números de mônada a 9: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Em seguida, devemos acrescentar o montante de todos os números juntos e, uma vez que a sequência contém nove termos, devemos procurar a nona parte do todo para verificar se ela está naturalmente presente entre os números da sequência, então encontraremos que a propriedade de ser [um] nono [da soma] apenas pertence a própria média [aritmética].}} Existem potenciais referências ainda mais antigas. Há registros de que por volta de 700 aC, comerciantes e transportadores concordaram que o dano à carga e ao navio (sua contribuição em casos de danos no mar) deveria ser dividido igualmente entre eles. Isso deve ter sido calculado usando média, embora pareça não haver registros diretos do cálculo.