Diferenças entre edições de "Batalha de Argentorato"

7 bytes adicionados ,  12h53min de 25 de novembro de 2019
m
 
==Antecedentes==
 
De acordo com os registros do [[historiador]] do império romano [[Amiano Marcelino]], o imperador romano {{lknb|Constâncio|II}} enviou seu sobrinho [[Juliano (imperador)|Juliano]] com o comandante do exército [[Barbácio]] para [[Augusta Ráurica]] (atual [[Kaiseraugst]], [[Suíça]]), a fim de derrotar os [[alamanos]]. Devido à revolta dos [[letos]] e por culpa de Barbácio, que não propiciou a Juliano nenhum sucesso, os alamanos conseguiram, dirigidos pelo rei da [[gau]] [[Conodomário]], pôr o numericamente superior exército romano em fuga. Os alamanos utilizaram esta oportunidade e ocuparam diversas cidades da margem esquerda do [[rio Reno]], desde Argentorato até [[Antúnaco]] ([[Andernach]]), conquistando na passagem [[Tabernas de César]] ([[Saverne]]), [[Noviômago Nemeto]] ([[Speyer|Espira]]), [[Borbetômago]] ([[Worms]]), [[Mogoncíaco]] ([[Mainz]]), [[Bíngio]] ([[Bingen am Rhein]]) e [[Confluentes]] ([[Coblença]]).
 
==Curso da batalha==