Diferenças entre edições de "Médio Oriente"

1 byte adicionado ,  02h30min de 28 de novembro de 2019
→‎História: Correção de tempo verbal e de referência a década.
m (Protegeu "Médio Oriente": Vandalismo excessivo (progressivo) ([Editar=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 00h58min de 15 de maio de 2020 (UTC)) [Mover=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 00h58min de 15 de maio de 2020 (UTC))))
(→‎História: Correção de tempo verbal e de referência a década.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
As primeiras civilizações da [[Mesopotâmia]] e do [[Antigo Egito]], originaram-se no [[Crescente Fértil]] e em regiões do [[vale do Nilo]] do [[antigo Oriente]], assim como as civilizações do [[Levante (Mediterrâneo)|Levante]], [[Pérsia]] e da [[Arábia]]. O Oriente Médio foi unificado pela primeira vez sob o [[Império Aquemênida]] seguido mais tarde pelo [[Macedónia Antiga|Império Macedônio]] e império iranianos, a saber, o [[Império Parta]] e o [[Império Sassânida]]. No entanto, seriam os [[califado]]s árabes na [[Idade Média]] ou [[idade de ouro islâmica]], que primeiramente iriam unificar todo o Oriente Médio como uma região distinta e criar a identidade étnica dominante que persiste até hoje. Os [[turcos seljúcidas]], o [[Império Otomano]] e os [[safávidas]] também depois dominariam a região.
 
O moderno Oriente Médio surgiu após a [[Primeira Guerra Mundial]], quando o Império Otomano acabou e a Palestina passou a ser administrada pela Inglaterra. Isso fez com que os conflitos entre árabes e judeus se intensificaremintensificassem ainda mais. A Inglaterra apoiava o movimento sionista, criado para fundar um Estado Judaico na Palestina que era considerada o berço do povo judeu,<ref name="r2">{{Citar web |url=http://brasilescola.uol.com.br/geografia/aspectos-populacao-oriente-medio.htm |titulo=Aspectos da População do Oriente Médio: Contextualização Político-Econômica |acessodata=1 de novembro de 2016 |publicado=Brasil Escola |ultimo=Silva |primeiro=Júlio C. Lázaro}}</ref> que vinha sofrendo perseguições em todo o mundo, mas sem violar os direitos dos Palestinos que já viviam ali. Assim na década de XX20 ocorreu uma grande migração de judeus para a Palestina.
 
Após a Segunda Guerra Mundial e o fim do [[Holocausto]] (que matou mais de 6 milhões de judeus), a [[Organização das Nações Unidas]] aprovou em 1947, a criação de dois estados: um judeu (ocupando 57% da área) e outro Palestino (ocupando o resto do território). Essa partilha de terras desagradou os Palestinos (árabes). Em 1948 quando os ingleses desocuparam a região, os judeus criaram o Estado de Israel sendo que um dia depois, os árabes insatisfeitos com a partilha declararam guerra. Acabou que os árabes foram derrotados e esse conflito fez Israel conseguir aumentar seu território de 57% para 75%.
217

edições