Diferenças entre edições de "Gastão Cruz"

15 bytes adicionados ,  16h33min de 5 de dezembro de 2019
sem resumo de edição
}}
 
'''Gastão Santana Franco da Cruz''' <small>[[Ordem do Infante D. Henrique|GOIH]]</small> ([[Faro]], [[20 de Julhojulho]] de [[1941]]) é um [[poeta]], [[crítico literário]], [[escritor]], [[encenador]] e [[tradutor]] [[Portugal|português]].
 
==Biografia==
[[Licenciatura|Licenciou-se]] em [[Filologia Germânica]] pela [[Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa|Faculdade de Letras]] da [[Universidade de Lisboa]]. Foi professor do ensino secundário e leitor de [[Português]] no [[King's College]], pertencente à [[Universidade de Londres]].
 
Como poeta, o seu nome aparece inicialmente ligado à publicação colectivacoletiva ''[[Poesia 61]]'' (que reuniu Gastão Cruz, [[Casimiro de Brito]], [[Fiama Hasse Pais Brandão]], [[Luiza Neto Jorge]] e [[Maria Teresa Horta]]), uma das principais contribuições para a renovação da linguagem poética portuguesa na década de 60. Como crítico literário, coordenou a revista ''Outubro'' e colaborou em vários jornais e revistas ao longo dos anos sessenta - ''Seara Nova'', ''O Tempo e o Modo'' ou ''Os Cadernos do Meio-Dia'' (publicados sob a direcçãodireção de [[Casimiro de Brito]] e [[António Ramos Rosa]]). Essa colaboração foi reunida em volume, com o título ''A Poesia Portuguesa Hoje'' (1973), livro que permanece hoje como uma referência para o estudo da poesia portuguesa da década de sessenta.
 
Ligado ao teatro, Gastão Cruz foi um dos fundadores do Grupo de Teatro Hoje (1976-1977), para o qual encenou peças de [[Crommelynck]], [[Strindberg]], [[Camus]], [[Tchekov]] ou uma adaptação sua de ''Uma Abelha na Chuva'' (1977), de [[Carlos de Oliveira]]. Algumas delas foram, pela primeira vez, traduzidas para português pelo poeta. Foi igualmente um dos fundadores do [[Grupo de Teatro de Letras]], em [[1965]].
A sua obra ''Rua de Portugal'' recebeu o Grande Prémio de Poesia da [[Associação Portuguesa de Escritores]], em 2004. Em 2009, ''A Moeda do Tempo'' mereceu o Prémio [[Correntes d'Escritas]].
 
A 8 de Novembronovembro de 2019, foi feitoagraciado com o grau de Grande-Oficial da [[Ordem do Infante D. Henrique]].<ref>{{citar web |url=http://www.ordens.presidencia.pt/?idc=153 |título=Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas|data=|publicado=Presidência da República Portuguesa|acessodata=2019-11-24 |notas=Resultado da busca de "Gastão Santana Franco da Cruz".}}</ref>
 
== Obras seleccionadasselecionadas ==
 
===Poesia===
* ''A Poesia Portuguesa Hoje'' (1973; 1979 – 2ª ed., revista)
 
===ColectâneasColetâneas===
* ''Os Poemas'' (2009)
 
31 697

edições