Diferenças entre edições de "Luísa Ulrica da Prússia"

76 bytes adicionados ,  21h21min de 5 de dezembro de 2019
sem resumo de edição
| local de enterro = [[Igreja de Riddarholmen]], [[Estocolmo]], [[Suécia]]
| religião = [[Luteranismo]]
| brasão = Coats of Arms of Louise-Ulrique of Prusse.svg
}}
'''Luísa Ulrica''' ([[Berlim]], {{dtlink|24|7|1720}} – [[Färingsö]], {{dtlink|16|7|1782}}) foi a esposa do rei [[Adolfo Frederico da Suécia|Adolfo Frederico]] e [[Lista de consortes reais da Suécia|rainha consorte]] da [[Suécia]] de 1751 até 1771. Era filha do rei [[Frederico Guilherme I da Prússia]] e sua esposa [[Sofia Doroteia de Hanôver]], sendo assim neta do rei [[Jorge I da Grã-Bretanha]].
O novo rei, em 1772, seu filho, incorporou a monarquia absoluta na Suécia, após o seu falhado golpe de 1756, depondo a democracia para satisfação da mãe. Todavia, a sua relação com o filho deteriorou-se com o facto de este não querer submeter-se aos seus desmandos.
 
Com o seu acervo artístico, e com uma comitiva à altura da sua posição, agora, de rainha-mãe, saiu no ano de 1777 do [[palácio]] real. Em 1778, aquando do nascimento do primogênito de [[Gustavo III da Suécia]], fez questão de espalhar o rumor de que o filho era ilegítimo e que Gustavo havia sido traído pela esposa. Após o sucedido foi obrigada pelo filho a realizar uma declaração formal de que o rumor era falso, uma repetição da humilhação de 1756.{{-}}
 
== Descendência ==
Utilizador anónimo