Diferenças entre edições de "Wadih Helu"

64 bytes removidos ,  19h09min de 9 de dezembro de 2019
sem resumo de edição
'''Wadih Helu''' ([[Tatuí]], [[15 de maio]] de [[1922]] &mdash; [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[7 de junho]] de [[2011]]) foi um [[político]] e dirigente esportivo [[brasil]]eiro.<ref>{{citar web|url=http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/06/07/corinthians-comunica-falecimento-de-ex-presidente-corpo-sera-velado-na-assembleia.htm |título=Morre Wadih Helu, presidente do Corinthians na época do 'faz-me rir' |língua=português}}</ref>
 
Advogado e um veterano das hostespolítico [[Aliança Renovadora Nacional|arenistasarenista]], Wadih Helu foi [[deputado estadual]] de [[São Paulo (estado)|São Paulo]] por nove mandatos e Secretário Estadual de Administração do governo [[Paulo Maluf]] ([[1979]]-[[1982]])
 
{{Info/Político
==Dirigente==
 
Como dirigente esportivo, foi presidente do [[Sport Club Corinthians Paulista|Corinthians]] de 1961 a 1971, passando depois o cargo ao seu opositor [[Vicente Matheus]], e. atéAté a morte teve grande influência nas decisões do clube, notadamente durante a administração de [[Alberto Dualib]] ([[1993]]-[[2007]]).
 
Historicamente é "''persona non grata''" entre os membros da [[Gaviões da Fiel]]. O dirigente, segundo a torcida organizada, teria durante muito tempo dificultado a criação da agremiação: "''O Corinthians estava sob a administração de Wadih Helu, que durante anos tentou impedir a criação dos Gaviões através de represálias e atos característicos do tempo da ditadura''".<ref name="Gavioes">>[http://www.gavioes.com.br/?id_pag=172 ''Site da Gaviões da Fiel'' - Acessado em 23 de agosto de 2011]</ref>
 
==Ligações externas==
278

edições