Diferenças entre edições de "Heinrich Aldegrever"

261 bytes adicionados ,  01h56min de 22 de dezembro de 2019
sem resumo de edição
m (Página marcada como sem fontes)
{{Sem fontes|data=setembro de 2019}}
{{Info/Biografia/Wikidata}}
'''Heinrich Aldegrever''' ou '''Aldegraf''' ([[Paderborn]], [[1502]] — [[Soest (Alemanha)|Soest]], 1555 ou 1561) foi um [[pintor]] e [[gravador]] alemão, parte do grupo de artistas, conhecido pelos "[[Pequenos Mestres]]", que se dedicou à feitura de pequenas [[gravura]]s de obras dos pintores clássicos seguindo os cânones estabelecidos na geração anterior por [[Albrecht Dürer]].<ref name="Britannica1911">{{1911}}</ref>
 
==Biografia==
[[Imagem:Eve with a Stag.jpg|thumb|250px|''Eva com um veado'', c. 1540.]]
Nascido em [[Paderborn]], Heinrich Aldegrever foi um pintor, [[gravador]] e [[ourives]] activo entre os meios artísticos da [[Vestefália]]. O seu verdadeiro apelido de família era ''Trippenmecker'', palavra que no dialecto da Westphalia significa ''fazedor de galochas''.<ref name="Britannica1911"/>
 
Desconhece-se o percurso formativo de Aldegrever, embora existam pistas que o colocam como aprendiz na oficina de um ourives de [[Soest (Alemanha)]]. Qualquer que tenha sido a sua formação, a sua obra apresenta inicialmente uma forte influência do estilo então corrente na Vestfália.<ref name="Britannica1911"/>
 
Mais tarde Aldegrever viajou pelos [[Países Baixos]], tomando contacto com a obra de [[Joos van Cleve]], [[Bernard van Orley|Barendt van Orley]], [[Lucas van Leyden]] e [[Jacob Cornelisz]].<ref name="Britannica1911"/>
 
Por volta de [[1525]] fixou-se em Soest, cidade onde um ano mais tarde pintou as asas e a [[predella]] do altar de Maria na Igreja de São Pedro. A sua assinatura e o uso de um grafismo representando um tamanco prova que por essa altura ainda usava o seu nome de família.<ref name="Britannica1911"/>
 
As primeiras gravuras que se conhecem de Aldegrever datam de [[1527]] e aparecem assinadas com um [[monograma]] representando as letras "AG", muito semelhante ao utilizado por [[Albrecht Dürer]]. Em [[1531]], influenciado pelo fervor religioso que percorria a região, converteu-se ao [[luteranismo]].<ref name="Britannica1911"/>
 
Por falta de encomendas para as igrejas, consequência da [[Reforma]], dedicou a maior parte do seu tempo à feitura de [[retrato]]s e de [[gravura]]s. São conhecidas cerca de 290 gravuras e [[xilogravura]]s da autoria de Aldegrever, a maioria da sua própria autoria. O seu estilo minucioso e delicado, apesar de por vezes duro no traço, coloca-o entre os melhores gravadores do grupo dos denominados "Pequenos Mestres": [[Barthel Beham]]; o seu irmão [[Hans Sebald Beham]]; e [[Georg Pencz]]. Tal como Pencz, cujo estilo era semelhante, Aldgrever destacava-se pela qualidade dos seus desenhos ornamentais, que produziu em grande número. A semelhança de estilo com [[Albrecht Dürer]] levou a que fosse cognominado de "Albert da Westphalia".<ref name="Britannica1911"/>
 
Aldegrever, que era um apoiante activo da [[Reforma]], retratou [[Martinho Lutero]] e [[Philipp Melanchthon]]. Apesar de ter optado pelo luteranismo, tinha amigos entre os [[anabaptista]]s.<ref name="Britannica1911"/>
 
O bispo de [[Münster]] encomendou-lhe em 1535-1536 a realização de gravuras com o retrato dos líderes anabaptistas [[João de Leiden|Jan van Leyden]] e [[Berndt Knipperdolling]], que ao tempo já se encontravam presos e dos quais apenas circulavam caricaturas. No ciclo de pinturas ''Poder da Morte'', visivelmente executado sob a influência de [[Hans Holbein, o Jovem]], Aldegrever critica os vícios atribuídos à [[Igreja Católica Romana]].<ref name="Britannica1911"/>
 
Aldegrever também se interessou por aspectos do [[folclore]], produzindo em [[1538]] e [[1551]] duas séries de gravuras mostrando danças populares de casamento. Outra faceta importante da sua obra foi a execução de gravuras com temas mitológicos, entre as quais as do ciclo ''Trabalhos de Hércules''.<ref name="Britannica1911"/>
 
Existe uma boa colecção de gravuras de Aldegrever no [[British Museum]], mas exemplares das suas pinturas são extremamente raros. Conhecem-se cinco obras pintadas em museus europeus, mas a genuinidade das pinturas existentes nas colecções de [[Viena]] e [[Munique]] é duvidosa, pelo que a única pintura conhecida indubitavelmente da sua autoria é o retrato de Engelbert Therlaen, burgomestre de Lennep, executado em 1551 e hoje em exposição na Galerie Berlin, de Berlim.<ref name="Britannica1911"/>
 
=={{Referências==}}
== Notas ==
*{{1911}}
 
==Referências==
*Piotr Kopszak e Waldemar Deluga, ''Heinrich Aldegrever: Prints from collection of Muzeum Narodowe w Warszawie'', KLE Warsztat Graficzny, 1999. CD-ROM ISBN 83-7100-132-0
 
35 162

edições