Idi Amin: diferenças entre revisões

1 byte removido ,  19h56min de 26 de dezembro de 2019
m
Foram revertidas as edições de 186.235.87.68 para a última revisão de Fraroisa, de 01h52min de 23 de dezembro de 2019 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 186.235.87.68 para a última revisão de Fraroisa, de 01h52min de 23 de dezembro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
|antecessor = [[Milton Obote]]
|sucessor = [[Yusuf Lule]]
|nascimento_data = [[17 de maioCirca|c.]] de [[1928]]1923–1928
|nascimento_local = Koboko ou [[Kampala]], [[Protetorado de Uganda|Uganda]]
|morte_data = {{nowrap|{{morte|16|8|2003|||}}}}
|batalhas = [[Revolta dos Mau-Mau]]<br/>[[Golpe de Estado em Uganda em 1971|Golpe de Estado em Uganda]]<br/>[[Guerra Uganda-Tanzânia]]
}}
'''Idi Amin Dada''' (Koboko ou [[Kampala]], {{ca.}} [[17Década de maio]] de [[19281920]] – [[Jidá]], {{dtlink|lang=br|16|8|2003}}) foi um [[ditador]] militar e o terceiro [[presidente de Uganda]] entre 1971 e 1979. Amin se juntou ao ''[[King's African Rifles]]'', um regimento [[Colônia da coroa|colonial britânico]], em 1946, servindo na [[Somália]] e no [[Quênia]]. Eventualmente, ele chegou a patente de [[Major-general|Major-General]] no exército ugandense, e tornou-se [[Capitão de fragata|Comandante]] antes de liderar um [[Golpe de Estado em Uganda em 1971|golpe de estado em 1971]], depondo o então presidente [[Milton Obote]]. Mais tarde, como chefe de estado, se autopromoveu a [[Marechal de campo|Marechal de Campo]].
 
O governo de Amin ficou caracterizado por violações dos [[direitos humanos]], repressão política, [[Racismo|perseguição étnica]], assassinatos, [[nepotismo]], [[corrupção]] e má gestão econômica. O número de mortos durante seu regime ditatorial é estimado por observadores internacionais e grupos de direitos humanos como estando entre cem mil e quinhentos mil. Durante seus anos no poder, Amin deixou de ser um anticomunista com considerável apoio de [[Israel]] e passou a ser apoiado por [[Muammar al-Gaddafi]], a [[União Soviética]] e a [[Alemanha Oriental]]. Entre 1975 e 1976, ele foi o presidente da [[Organização da Unidade Africana]], um grupo criado para promover a solidariedade entre as nações no continente. Entre 1977 e 1979, [[Uganda]] foi membro da [[Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos]]. Em 1977, quando o [[Reino Unido]] rompeu relações diplomáticas com o país, Amin declarou que havia derrotado os britânicos, adicionando "CBE", de "Conquistador do Império Britânico", aos seus títulos. Seu título completo era "Sua Excelência Presidente Vitalício, Marechal de Campo Alhaji Dr. Idi Amin Dada, VC, DSO, MC, CBE".
{{Portal3|Uganda|Política|História}}
 
{{NF|19281925|2003|Amim, Idi}}
[[Categoria:Presidentes de Uganda]]
[[Categoria:Marechais]]