Vizir: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  29 de dezembro de 2019
m
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 2804:14C:75AA:5F61:59CF:9AEC:8373:685E (usando Huggle) (3.4.2))
Etiquetas: Huggle Reversão
m
[[Ficheiro:Yenitcheri-Agasi-Reis-Efendi-Tchaouch-Bachi-Chatir.jpg‎|thumb|O Sultão sendo aconselhado por seu Grão Vizir]]
 
Um '''vizir''' (وزیر em [[Língua persa|persa]]) era um ministro e conselheiro de um [[xá]] (rei da antiga [[Pérsia]]) e, posteriormente, de um monarca de um [[Islão|país islâmico]]. O vizir fazia a ligação entre o monarca e os seus súditos – função parecida com a de um primeiro-ministro . O termo significa "ajudante".
 
A figura do vizir tem sua origem na antiga Pérsia e foi adotada pelo [[califado abássida]] a partir da conquista do [[Império Sassânida]] pelos [[muçulmanos]] no século VIII. Nesses primeiros tempos os mais importantes vizires foram os [[Barmecidas]], uma família persa cujos membros foram os principais conselheiros e administradores durante o governo dos primeiros califas abássidas. Enquanto o [[califa]] era rodeado de pompa e tornava-se um ser misterioso, era o vizir que cumpria as ordens do soberano, mantendo o monarca distante da execução de tarefas administrativas. Ao mesmo tempo, o vizir assumia a responsabilidade dos atos de governo e preservava a reputação do califa ou sultão, que era o governante temporal e espiritual da comunidade.
431

edições