Diferenças entre edições de "Tratado de Saint-Germain-en-Laye"

382 bytes adicionados ,  14h32min de 30 de dezembro de 2019
#WikiFontes
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 149.90.18.92, com Reversão e avisos)
(#WikiFontes)
{{sem-fontes|data=abril de 2010}}
{{Ver desambig|prefixo=Se procura|o tratado de paz entre protestantes e católicos franceses|Tratado de paz de Saint-Germain}}
 
[[Imagem:DisgregacióndeAustriaHungría-pt.svg|thumb|300px|A subdivisão territorial do [[Império Austro-Húngaro]] depois da [[Primeira Guerra Mundial]]]]
 
O '''Tratado de Saint-Germain-en-Laye''' foi celebrado em 10 de setembro de 1919 pelos [[Aliados da Primeira Guerra Mundial|Aliados]], vitoriosos, de um lado, e, de outro, pela nova [[Áustria|República da Áustria]], na cidade de [[Saint-Germain-en-Laye]], [[França]], após o término da [[Primeira Guerra Mundial]]. Da mesma forma que o [[Tratado de Versalhes]] concluído com a [[Alemanha]], o tratado de Saint-Germain contém o Pacto da [[Liga das Nações]] e, por este motivo, não foi ratificado pelos [[Estados Unidos]].<ref>{{Citar periódico|ultimo=Copyright|primeiro=Charles A. Selden|ultimo2=1919|ultimo3=Times|primeiro3=By the New York Times Company Special Cable To the New York|data=1919-09-11|titulo=AUSTRIAN TREATY SIGNED IN AMITY|url=https://www.nytimes.com/1919/09/11/archives/austrian-treaty-signed-in-amity-renner-takes-his-part-in-simple.html|jornal=The New York Times|lingua=en-US|issn=0362-4331}}</ref>
 
O acordo declarava dissolvida a [[Império Austro-Húngaro|Monarquia Austro-Húngara]]. A nova República da Áustria, que incluía a maior parte dos territórios de língua alemã do antigo Império Austríaco, reconheceu a independência da [[Hungria]], da [[Checoslováquia]], da [[Polônia]] e do [[Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos]].
* Parte do território ocidental da [[Hungria]] passou à Áustria com o nome de Burgenland.
* Proibiu-se a Áustria de comprometer a sua independência, o que impedia aquele país de unir-se política ou economicamente à Alemanha sem prévia anuência do Conselho da Liga das Nações.
 
{{Referências}}
 
{{Primeira Guerra Mundial}}
4 453

edições