Diferenças entre edições de "WhatsApp"

→‎História: +seção entre 2009 a 2013
m (Protegeu "WhatsApp": Vandalismo excessivo (progressivo): Reposição técnica de proteção ([Editar=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (indefinidamente) [Mover=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (indefinidamente)))
(→‎História: +seção entre 2009 a 2013)
 
== História ==
=== 2009 - 2013 ===
O WhatsApp foi fundado em 2009 por [[Brian Acton]] e [[Jan Koum]], antigos empregados da [[Yahoo!]]. Após realizar o potencial da nova loja de aplicativos do [[iPhone]], e com a ideia de colocar um ''status'' próximo ao nome das pessoas no aplicativo de mensagens, a dupla contratou o programador russo Igor Solomennikov no site RentACoder.com. O aplicativo foi lançado em Novembro de 2009, após o [[capital semente]] obtido por Acton com seus amigos que conhecera na Yahoo!.<ref name=":0">{{Citar web|titulo=Exclusive: The Rags-To-Riches Tale Of How Jan Koum Built WhatsApp Into Facebook's New $19 Billion Baby|url=https://www.forbes.com/sites/parmyolson/2014/02/19/exclusive-inside-story-how-jan-koum-built-whatsapp-into-facebooks-new-19-billion-baby/|obra=Forbes|acessodata=2019-12-24|lingua=en|primeiro=Parmy|ultimo=Olson}}</ref>
 
Em 2011, o WhatsApp era um dos 20 aplicativos no topo da [[App Store (iOS)|loja de aplicativos da Apple]], e recebeu um investimento de US$8 milhões.<ref name=":0" />
 
Em 2013, a [[Sequoia Capital]] investiu outros US$50 milhões, trazendo o valor da WhatsApp Inc. em US$1,5 bilhões.<ref name=":0" /><ref>{{Citar web|titulo=Sequoia Invests $8 Million In Messaging App Maker WhatsApp: Sources|url=http://social.techcrunch.com/2011/04/08/sequoia-whatsapp-funding/|obra=TechCrunch|acessodata=2019-12-24|lingua=en-US}}</ref>
 
=== Venda para o Facebook ===
No dia 19 de fevereiro de 2014, o Facebook adquiriu a empresa pelo montante de 16 bilhões de dólares, sendo quatro bilhões em dinheiro e 12 bilhões em ações do Facebook, além de três bilhões de ações no prazo de quatro anos caso permaneçam na companhia. Seus fundadores serão incorporados no conselho administrativo do Facebook.<ref>{{citar web|título=Facebook finaliza aquisição do Whatsapp por US$ 22 bilhões|url=http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2014/10/preco-de-compra-do-whatsapp-pelo-facebook-sobe-us-22-bilhoes.html|obra=Globo.com|acessodata=19 de Janeiro de 2015}}</ref>