Diferenças entre edições de "Corpo Expedicionário Português"

2 bytes removidos ,  21h10min de 12 de janeiro de 2020
→‎Primeira Guerra Mundial: Correção de gramática
m (Melhoria do texto escrito)
(→‎Primeira Guerra Mundial: Correção de gramática)
== Primeira Guerra Mundial ==
 
Em Portugal, foi o [[hierarquia militar (Portugal)|General]] [[José Norton de Matos|Norton de Matos]], [[Ministério da Guerra (Portugal)|Ministro da Guerra]] entre [[1915]] e [[1917]], com a colaboração do General [[Tamagnini de Abreu|Tamagnini]], o responsável pela organização do Corpo Expedicionário Português, que no centro de instrução de [[Tancos]] (o chamado milagre de Tancos) que tão depressa e bem (de acordo com relatórios oficiais) se transformaram em soldados aptos e capazes para um conflito duro, homens que, pouco tempo antes, tinham uma vida civil, pacata e tranquila.
 
Em 30 de Janeiro de 1917 zarparam do Tejo três vapores britânicos levando a bordo a 1.ª Brigada do CEP, comandada pelo general Gomes da Costa. Estes navios chegaram ao porto de Brest três dias depois, desembarcando as primeiras tropas portuguesas a chegar a França em 2 de Fevereiro. Em 8 de Fevereiro chegaram à Flandres francesa, região que acolheria o CEP e, em 23 de Fevereiro, partiu para França um segundo contingente do CEP. Em 4 de Abril de 1917 as primeiras tropas portuguesas ficaram entrincheiradas e, nesse mesmo dia, António Gonçalves Curado foi o primeiro soldado português morto em combate.
2 668

edições