Arquitetura vernacular: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
Embora englobe 95% do ambiente construído do mundo, a arquitetura vernacular tende a ser negligenciada nas histórias tradicionais de design. Não é um estilo específico, portanto não pode ser destilado em uma série de padrões, materiais ou elementos fáceis de digerir. Devido ao uso de métodos tradicionais de construção e construtores locais, edifícios vernaculares são considerados parte de uma cultura regional.
 
A arquitetura vernacular pode ser contrastada com a arquitetura de elite oue educada, que se caracteriza por elementos estilísticos de design intencionalmente incorporados para fins estéticos que vão além das exigências funcionais de um edifício. Este artigo também cobre o termo '''arquitectura tradicional''', que existe algures entre os dois extremos, mas que ainda se baseia em temas autênticos.
 
A cidade [[brasil]]eira de [[Ouro Preto]] é um exemplo desse tipo de arquitetura{{carece de fontes|data=abril de 2017}}, uma vez que foi erguida aproveitando as pedras de sua região. Em outros locais ou regiões, ao longo da história, foram empregadas, também por exemplo, a [[madeira (material)|madeira]], as [[Taipa (material)|taipas de mão]] e de pilão, e o [[adobe]], que aproveitam os recursos do próprio terreno para erguer as edificações.
827

edições