Diferenças entre edições de "Massacre do Carandiru"

sem resumo de edição
m (Adicionando proposta de fusão)
No dia [[10 de setembro]] de 2006, o coronel Ubiratan foi assassinado com um tiro na região do abdômen.<ref>{{citar web |url=http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1237574-EI7772,00.html |titulo=Veja cronologia do caso da morte do coronel Ubiratan - |publicado=noticias.terra.com.br |acessodata=[[8 de fevereiro]] de [[2010]] }}</ref> No muro do prédio onde morava foi pichada a frase "aqui se faz, aqui se paga", em referência ao massacre do Carandiru.<ref>{{citar web |url=http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1136602-EI5030,00.html |titulo=Muro em frente à casa de coronel Ubiratan é pichado - |publicado=noticias.terra.com.br |acessodata=[[8 de fevereiro]] de [[2010]] }}</ref>
 
== Consequências ==
== Fundação do Primeiro Comando da Capital ==
=== Sequestro da filha de José Ismael Pedrosa===
José Ismael Pedrosa foi o ex-[[diretor]] da [[Casa de Detenção de São Paulo]] por muitos anos,até o [[Massacre do Carandiru|massacre dos 111 detentos]] em 1990. Ele foi responsável de ter autorizado.<ref>{{Citar web |url=http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2014-02/ex-diretor-de-seguranca-do-carandiru-diz-que-rota-chegou-ao |título=Ex-diretor de Segurança do Carandiru diz que Rota chegou ao presídio atirando |publicado=Agência Brasil|editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://oglobo.globo.com/brasil/acusados-de-matar-ex-diretor-de-casa-de-custodia-de-taubate-serao-julgados-hoje-3056018 |título=Acusados de matar ex-diretor de Casa de Custódia de Taubaté serão julgados hoje |publicado=oglobo|editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref>
 
Em abril de 2001, a filha de Pedrosa, de 45 anos, foi sequestrada por integrantes do [[PCC]] (O '''[[Primeiro Comando da Capital]]'''). Não houve pedido de resgate, os sequestradores sugeriram apenas a troca da liberdade dela pela soltura de alguns dos líderes da facção que se encontravam presos em um dos pavilhões que o aconteceu o famoso [[massacre]].<ref>{{Citar web |url=http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/2013/04/tropa-ja-chegou-invadindo-e-metralhando-diz-ex-diretor-da-divisao-de |título=“Tropa já chegou invadindo e metralhando”, diz ex-diretor do Carandiru |publicado=Agência Brasil|editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref>
 
Ele recebia ameaças desde 2000, quando nove presos foram mortos durante uma rebelião na Casa de Custódia, o presídio era sob direção de Pedrosa. e três dos detentos foram decapitados.<ref>{{Citar web |url=http://noticias.terra.com.br/brasil/referendodesarmamento/interna/0,,OI722310-EI5475,00-Exdiretor+do+Carandiru+e+assassinado+apos+votar.html |título=Ex-diretor do Carandiru é assassinado após votar
|publicado=Terra.com|editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref>
 
Pedrosa também foi diretor da Casa de Detenção na época do massacre do Carandiru, em outubro de 1992. Na ocasião, uma ação policial resultou na morte de 111 presos.<ref>{{Citar web |url=http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,justica-de-taubate-condena-acusados-de-matar-ex-diretor-do-carandiru,557101 |título=Justiça de Taubaté condena acusados de matar ex-diretor do Carandiru |publicado=Estadão |editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://oglobo.globo.com/brasil/advogado-de-acusado-de-matar-ex-diretor-da-casa-de-custodia-de-taubate-desiste-de-defesa-3056168 |título=Advogado de acusado de matar ex-diretor da Casa de Custódia de Taubaté desiste de defesa |publicado=oglobo|editor= |acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2012/10/121001_carandiru_pcc_lk|título=Matança no Carandiru motivou formação de facção criminosa |publicado=BBC.com|editor= Luis Kawaguti|acessadoem=9 de dezembro de 2014}}</ref>
 
=== Fundação do Primeiro Comando da Capital ===
{{Artigo principal|Primeiro Comando da Capital}}
O massacre causou indignação em detentos de outras penitenciárias, os quais supostamente decidiram formar o [[Primeiro Comando da Capital]] (PCC) no ano seguinte ao do evento. Uma das afirmações iniciais do grupo era a de que pretendiam "combater a opressão dentro do sistema prisional paulista" e "vingar a morte dos cento e onze presos"<ref>{{Citar periódico|titulo=Matança no Carandiru motivou formação de facção criminosa - BBC - UOL Notícias|url=https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2012/10/02/matanca-no-carandiru-motivou-formacao-de-faccao-criminosa.htm|jornal=UOL Notícias|lingua=pt-BR}}</ref>. Entretanto, esta suposta origem do PCC, um dos principais grupos do crime organizado no [[Brasil]], é muito questionada, não havendo provas claras de que haja qualquer ligação entre a facção criminosa e o massacre dos detentos.
35 162

edições