Diferenças entre edições de "Voto único transferível"

8 bytes removidos ,  03h33min de 28 de janeiro de 2020
sem resumo de edição
(adicionei mais cidades americanas que estão utilizando este sistema, informação retirada do site wikipedia em ingles)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
O VUT teve a sua mais ampla adopção nos países de língua inglesa. Em [[2007]], este sistema foi utilizado para eleições parlamentares na [[República da Irlanda]] (desde 1919), para a [[Assembleia da Irlanda do Norte]] e [[Malta]]. Também é utilizado pelo [[Senado Australiano|senado australiano]] sob a forma de voto de grupo, bem como algumas eleições locais e regionais nas eleições da [[Austrália]], as eleições autárquicas na República da Irlanda, [[Escócia]] e alguns outros governos locais, tais como as eleições em [[Dunedin]] e na cidade capital de [[Wellington]], na [[Nova Zelândia]]. Nos Estados Unidos, é utilizado para eleições na cidade de [[Cambridge, Massachusetts]], e foram, utilizados para eleições na cidade de San Francisco, Oakland, Berkeley, e San Leandro no estado da California; na cidade de Takoma Park em Maryland; nas cidades de Basalt e Telluride no estado de Colorado; nas cidades de St. Paul e Minneapolis, no estado de Minnesota; Santa Fe no New Mexico, e também na cidade de Portland no estado de Maine.
 
O VUT foi pioneiro na [[Tasmânia]], Austrália, onde tem estado em constante uso na [[Câmara da Assembleia Tasmaniana]] desde o início dos anos de 1900. É conhecida como Hare-Clark, em reconhecimento de [[Thomas Hare]], que desenvolveu inicialmente o sistema e ao [[Procuradoria-Geral|Procurador-Geral]] tasmaniano, [[Andrew Inglis Clark]], que trabalhou muito para introduzir uma versão modificada. Hare-Clark tem sido posteriormente alterada para permitir melhorias, tais como boletins de voto rotativo (a [[Rotação Robson]]). É reconhecida pelos seus apoiantes como sendo o melhor e mais justo sistema eleitoral em todo o mundo, embora os partidos políticos se mostrem muitas vezes relutantes a aprová-la, porque exige que os candidatos concorram com um outro público, que é sentido por alguns membros dos partidos que danificam a coesão dos mesmos.{{Carece de fontes}} Os apoiantes pensam que é inteiramente apropriado que o candidato faça o processo para a sua própria [[Eleição direta|eleição directadireta]] ao público.
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo