Diferenças entre edições de "Santo Graal"

2 bytes removidos ,  17h11min de 28 de janeiro de 2020
m
Foram revertidas as edições de 2804:214:81E7:6F1D:8177:2B0B:770D:6220 (usando Huggle) (3.4.9)
(Bíblia)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Foram revertidas as edições de 2804:214:81E7:6F1D:8177:2B0B:770D:6220 (usando Huggle) (3.4.9))
Etiquetas: Huggle Reversão
== A Lenda do Cálice Sagrado ==
 
Segundo a bíblialenda, [[José de Arimateia]] teria recolhido no Cálice usado na Última Ceia (o '''Cálice Sagrado'''), o sangue que jorrou de Cristo quando ele recebeu o [[golpe de misericórdia]], dado pelo soldado romano [[Longino|Longinus]], usando uma lança, depois da crucificação.
 
Entretanto existem evidências da existência do Santo Graal antes mesmo do cristianismo,<ref name="SILVIA">[[SILVIA, Cíntia Cristina da; "O que é a lenda do Santo Graal?"; [editorial] Mundo Estranho, editora: Abril; disponível em: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-a-lenda-do-santo-graal acessado em 23 de julho de 2011.]], ''Grail''</ref> e ainda afirma que apesar das diferentes referências cristãs, a própria Igreja Católica nunca levou a sério esta lenda. BEHREND (2007) apresenta a origem da lenda celta que é de um século antes de Cristo. Os celtas eram guerreiros impiedosos, tanto as mulheres como os homens e costumavam decapitar os mortos, pois assim acreditavam que eles não poderiam ressuscitar. Este ato impiedoso se fundamenta na lenda de um caldeirão mágico onde pessoas mergulhadas nele voltavam a vida. Arqueólogos encontram um túmulo de um príncipe com um enorme caldeirão (grande o suficiente para uma pessoa caber dentro), com figuras de homens que eram mergulhados no caldeirão e voltavam a vida.