Paulo Ferraz: diferenças entre revisões

315 bytes adicionados ,  19h34min de 30 de janeiro de 2020
atualização e fonte bibliográfica
(atualização de dados, com citação de fonte bibliográfica)
(atualização e fonte bibliográfica)
 
Coordenou com Mantis Editores traduções de diversos poetas contemporâneos mexicanos, encarregando-se de verter para português poetas como [[Luis Armenta Malpica]], [[José Javier Villarreal]], Luis Aguilar, [[Jorge Fernández Granados]], [[Abigael Bohorques]] e [[Jeremias Marquines]], alguns deles vencedores do principal prêmio de poesia do México, o Prêmio [[Aguascalientes]]. Traduziu ainda a antologia ''Versiones Acústicas – muestra de poesía mexicana''. Como ensaísta, fez apresentações dos livros ''Sarabanda'', de autoria de [[Ana Rüsche]], e ''Margeando o caos'', de Majela Colares, escreveu ainda para a antologia ''Poesia (Im)PopularBrasileira'' ensaio sobre [[Torquato Neto]].
 
Em 2017 foi selecionado pelo 1º edital de livros da Cidade de São Paulo com o livro ''Vícios de imanência'', publicado no ano seguinte<ref>{{Citar periódico|data=2018-08-07|titulo=Paulo Ferraz e as entranhas da História – Revista Caliban|url=https://revistacaliban.net/paulo-ferraz-e-as-entranhas-da-hist%C3%B3ria-9471c18c7fc1|jornal=Revista Caliban}}</ref> e foi um dos semifinalistas do Prêmio Oceanos de 2019<ref>{{Citar web|titulo=Prêmio Oceanos divulga lista com 54 autores semifinalistas|url=https://oglobo.globo.com/cultura/premio-oceanos-divulga-lista-com-54-autores-semifinalistas-23864056|obra=O Globo|data=2019-08-08|acessodata=2020-01-30|lingua=pt-BR}}</ref>.
 
== Referências ==
Utilizador anónimo