Diferenças entre edições de "Diocleciano"

sem resumo de edição
(→‎Dominato: correção de pontuação e eliminação de frase redundante)
'''Diocleciano''' (''Diocletianus'')<ref name="CARLAN9">CARLAN, 2006, p. 9</ref> foi um [[imperador romano]] cujos dados de nascimento são incertos, mas que pode ter nascido em [[Solin|Salona]] no dia 22 de dezembro de [[243]], [[244]] ou [[245]].<ref name="BOWMAN68">BOWMAN, 2005, p. 68</ref> Ele governou de c. [[284]]<ref name="BOWMAN68" /> a [[305]].<ref name="BOWMAN8788" /> Filho de pai [[Escriba (Roma Antiga)|escriba]] e [[Escravidão na Roma Antiga|ex-escravo]],<ref name="CARLAN9" /><ref name="BOWMAN68" /> foi comandante da escolta imperial (''domesticus regens'') antes de ascender ao poder, o que ocorreu após a morte do imperador [[Marco Aurélio Caro|Caro]] e seu filho [[Numeriano]] numa incursão em território [[Persas|persa]], tendo sido proclamado pelo [[exército romano]].<ref name="BOWMAN68" /><ref name="DK5758">DRINKWATER, 2005, p. 57-58</ref> Existe uma insuficiência de fontes ou informações a respeito da vida anterior a sua ascensão que é característica daquele momento. Seu reinando, entretanto, é bem documentado, tanto pelos editos e leis como por edifícios construídos.<ref>FINLEY, 1991, p. 166</ref>
 
O imperador teve participação em várias batalhas para manter seu poder e a unidade do [[Império Romano]],<ref>BOWMAN, 2005, p. 71-82</ref> dentre elas a batalha do rio Margo em 285, na qual o último candidato ao trono, [[Carino]], foi morto pelas próprias tropas.<ref name="BM69">BOWMAN, 2005, p. 69</ref> Além disso, aplicou diversas reformas administrativas e econômicas durante seu reinado, sendo a primeira a nomeação de [[Maximiano]] entre os anos 285 e 286,<ref>CARLAN, 2008, p. 40</ref><ref name="BM69" /> que mais tarde culminaria na formação da [[tetrarquia]] com a nomeação de dois [[César (título)|Césares]] ([[Galério]] e [[Constâncio Cloro|Constâncio]]) em 293.<ref>SILVA; MENDES, 2006, p. 199-201</ref><ref name="BM80">BOWMAN, 2005, p. 80</ref> Uma assembleia com militares e oficiais foi convocada por Diocleciano no ano 305 para que ele renunciasse por estar velho e doente demais. Sua morte também é uma incerteza; os anos estipulados são 311 e 312.<ref name="BOWMAN8788">BOWMAN, 2005, p. 87-88</ref> Seu reinado é especialmente lembrado por ter sido palco da pior [[Perseguição de Diocleciano|perseguição romana ao Cristianismo]], conhecida como a "Grande Perseguição".
 
== Ascensão ao poder ==