Diferenças entre edições de "São João Marcos"

Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.
(Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.)
[[Imagem:Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos.jpg|thumb|Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos]]
 
Em 2008, o Instituto Light, mantido pela empresa LightLIGHT S.A., que tem como objetivo contribuir para a preservação histórica e cultural da região e para o desenvolvimento do turismo local, com patrocínio da Secretaria de estado da Cultura do Rio de Janeiro, por meio da Lei de Incentivo à Cultura e apoio de diversas instituições foi iniciado o projeto de construção do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos.<ref>{{citar web |url=http://www.light.com.br/web/aplicacoes/news/institucional/tenoticiasview.asp?mid=8687942772327225&id=656LFC70&idioma= |título=Light S.A. - Sala de Imprensa |primeiro= |último= |obra=light.com.br |acessodata=30 de novembro de 2012 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20100125045151/http://www.light.com.br/web/aplicacoes/news/institucional/tenoticiasview.asp?mid=8687942772327225 |arquivodata=2010-01-25 |urlmorta=yes }}</ref> No dia 9 de junho de 2011, o '''Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos''' foi oficialmente inaugurado.<ref>{{citar web|url= http://www.cultura.rj.gov.br/noticia/inaugurado-o-parque-arqueologico-e-ambiental-de-sao-joao-marcos-em-rio-claro |título=Inaugurado o Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos em Rio Claro - A Secretaria &#124; Cultura.rj |primeiro = |último = |obra=cultura.rj.gov.br |publicado=13 de junho de 2011 |acessodata=30 de novembro de 2012}}</ref>
 
São João Marcos hoje é o '''Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos''', um museu a céu aberto no interior do Rio de Janeiro preserva a história do Vale do Café. Um dos espaços culturais mais visitados do interior do estado do Rio de Janeiro, o Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, situado no município de Rio Claro, comemorou em 23 de junho de 2016 cinco anos de atividades que resgatam a memória da antiga cidade de São João Marcos, sua história e tradições culturais.
'''Localização e funcionamento:''' o Parque está localizado na Estrada RJ 149, Km 20 (estrada Rio Claro – Mangaratiba) - Rio Claro – RJ. Funciona de quarta a sexta, das 10h às 16h / sábados e domingos, das 9h às 17h. A entrada é gratuita.
 
'''Projeto do Parque:''' a equipe coordenada pelo Instituto Light e integrada por arqueólogos, museólogos, pesquisadores, produtores culturais, expositores, arquitetos, engenheiros, dentre outros profissionais, idealizou um espaço onde, de forma lúdica e didática, os visitantes pudessem associar as evidenciações arqueológicas com a história do lugar. Tudo isso, em meio a uma área preservada da Mata Atlântica.
 
- 2008: preparação de estudos básicos, execução de trabalhos arqueológicos iniciais e
 
obras de edificações de apoio e de acesso ao sítio.
 
- 2009 e 2010: aprofundamento dos trabalhos arqueológicos, início do reflorestamento piloto, construção do Centro de Visitação e execução dos elementos de museografia.
 
- 2011: início da operação do Parque e da gestão do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV), coordenada pelo Instituto Light.
 
O processo de criação do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos bebeu em variadas fontes: dos parques arqueológicos tradicionais tirou a ideia de preservação de um sítio aberto à visitação; do conceito ampliado de museus de território veio a inspiração para um projeto subordinado à parâmetros de proteção, documentação, pesquisa e interpretação e também a ideia de preservar a sua diversidade biológica em um reserva particular de proteção natural. Já os ecomuseus inspiraram a preocupação com a participação da comunidade onde está inserido e a ênfase dada ao conjunto, e não a objetos específicos.
 
Atrações: Todos os visitantes dispõem de conforto e segurança para desfrutar em paz de uma verdadeira experiência multissensorial. Durante um passeio pelo Parque, é possível apreciar as deslumbrantes paisagens que mesclam as belezas da Mata Atlântica e de Ribeirão das Lajes, ouvir o canto e observar os pássaros. Estão à disposição um Centro de Memória, guias turísticos, anfiteatro, salas multimídia e de exposições e um campo de futebol em homenagem aos craques do Marcossense Futebol Clube, time considerado imbatível na lembrança dos antigos torcedores. Há ainda o Espaço Obra Escola, horta orgânica, na qual alunos cultivam e colhem alimentos livres de agrotóxicos, loja de souvenir, viveiro, estacionamento e banheiros com acessibilidade.
 
Patrocinado pela Light e pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e gerido pelo Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV), o Parque promoveu, desde a sua inauguração em 2011, mais de 40 eventos culturais. No mês do seu aniversário, contabilizou 50 mil visitantes, entre eles mais de 15 mil estudantes de escolas públicas, que visitaram o Parque dentro de um programa educativo estruturado.