Diferenças entre edições de "Memorial do Convento"

40 bytes adicionados ,  13h08min de 11 de fevereiro de 2020
Corrigi alguns erros técnicos e adicionei factos importantes
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2001:818:e20d:af00:504:d74:aa36:6612, com Reversão e avisos)
(Corrigi alguns erros técnicos e adicionei factos importantes)
| seguido_por = ''[[O Ano da Morte de Ricardo Reis]]''
}}
'''''Memorial do Convento''''' é umuma [[romance]]tragédia deescrita por [[José Saramago]], conhecido internacionalmente, publicado pela primeira vez em Outubro de [[1982]]<ref>{{citar web |url=http://caminho.leya.com/catalogo/detalhes_produto.php?id=5618= |título=Memorial Do Convento Ed. Esp. |acessodata=22 de Novembro de 2010 |autor=[[Editorial Caminho]] |coautores= |formato= |obra= |publicado= |paginas= |arquivourl= |arquivodata= |citação=Edição especial de Memorial do Convento, de José Saramago, comemorativa do vigésimo aniversário da sua primeira edição, em Outubro de 1982. }}</ref>. A acção decorre no início do [[século XVIII]], durante o reinado de [[João V de Portugal|D. João V]] e da [[Inquisição portuguesa|Inquisição]]. Este [[rei]] [[absolutismo|absolutista]], graças à grande quantidade de [[ouro]] e de [[diamante]]s vindos do [[Brasil Colónia]], mandou construir o magnânimo [[Palácio Nacional de Mafra]], mais conhecido por convento, em resultado de uma promessa que fez para garantir a sucessão do trono. O Flávio leu o livro e adorou.
 
Através da íntima relação entre a narração ficcional e a histórica, o romance critica a exploração dos pobres pelos ricos, que origina a guerra entre os indivíduos, e a corrupção pertencente à natureza humana - com especial enfoque na corrupção religiosa. Revela igualmente o tema do solitário que luta contra a autoridade, recorrente nas obras de [[Saramago]].
Utilizador anónimo