Diferenças entre edições de "Águia-imperial-ibérica"

1 byte adicionado ,  12h52min de 12 de fevereiro de 2020
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 193.236.38.160, com Reversão e avisos
(escrevi existem em vez de existiam pois atualmente existem aves ibericas em portugal)
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 193.236.38.160, com Reversão e avisos)
A '''águia-imperial-ibérica''' (''Aquila adalberti'') é uma [[espécie]] de [[águia]] [[endemismo|endémica]] do sudoeste da [[Península Ibérica]] e norte de [[Marrocos]]. Até pouco tempo era considerada uma [[subespécie]] da [[águia-imperial-oriental]] (''Aquila heliaca''), porém os estudos do [[ADN]] de ambas as [[aves]] demonstraram que estavam suficientemente separados para cada uma constituir uma espécie válida. A águia-imperial-ibérica encontra-se actualmente em perigo de [[extinção]].
 
É a ave de rapina mais ameaçada da Europa e uma das espécies mais sensíveis às perturbações provocadas pelo homem. Em 2013 existiam 407 casais reprodutores em toda a Península Ibérica. Esta contagem representa um aumento de 275 casais desde 1999. Em [[Portugal]] existemexistiam 11 casais e os restantes estavam distribuídos pelas [[Comunidades autónomas da Espanha|regiões autónomas espanholas]]: 150 em [[Castela-Mancha]], 91 na [[Andaluzia]], 56 em [[Castela e Leão]], 50 na [[Estremadura (Espanha)|Estremadura]] e 49 na [[Comunidade autónoma de Madrid|Comunidade de Madrid]]<ref>{{citar web|url=http://www.publico.pt/ciencia/noticia/aguiaimperial-esta-a-caminho-dos-500-casais-na-peninsula-iberica-1609449|título=Águia-imperial está a caminho dos 500 casais na Península Ibérica}}</ref>.
 
== Descrição ==
37 987

edições