Diferenças entre edições de "Fábula"

20 bytes adicionados ,  16h52min de 15 de fevereiro de 2020
sem resumo de edição
m (Protegeu "Fábula": Vandalismo excessivo (progressivo) ([Editar=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 01h28min de 6 de fevereiro de 2020 (UTC)) [Mover=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 01h28min de 6 de fevereiro de 2020 (UTC))))
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
{{ver desambiguação}}
[[Imagem:Br'er Rabbit and Tar-Baby.jpg|200px|direita|thumb|Um coelho com características humanas]]
As '''fábulas''' (em [[latim]]: ''fabula'', "história", "jogo ou narrativa") são composições [[Literatura|literárias]] curtas, escritas em [[prosa]] ou [[versos]] em que os personagens são [[animais]] que apresentam [[Antropormofismo|características humanas]] (como falar), muito presente na [[literatura infantil]]. As fábulas possuem [[Educativo|caráter educativo]] e fazem uma [[analogia]] entre o [[Cotidiano|cotidiano humano]] com as histórias vivenciadas pelas personagens, essa analogia é chamada de [[moral]] e geralmente é apresentada no fim da narrativa.<ref name="MundoE">{{citar web|url=http://www.mundoeducacao.com/redacao/fabula.htm|título=Fábula|acessodata=16/11/2014|autor=Sabrina Vilarinho}}</ref><ref name="InfoE">{{citar web|url=http://www.infoescola.com/redacao/fabula-parabola-e-apologo/|título=Fábula, Parábola e Apólogo|acessodata=16/11/2014|autor=Ana Paula de Araújo}}</ref><ref name="EstudoP">{{citar web|url=http://www.estudopratico.com.br/fabula/|título=Fábula|acessodata=16/11/2014|autor=Débora Silva}}</ref>
 
O que difere a fábula dos demais gêneros metafóricos ([[apólogo]], [[alegoria]], parábola) é a presença do animal numa posição comumente associada a seres humanos. O caráter de narrativa de tradição oral é assegurado pela íntima ligação que ela possui com a sabedoria popular. Outro aspecto que fortalece essa ligação é a própria origem da palavra fábula. Ela vem do verbo ''fabulare'', que significa narrar ou falar. É deste próprio verbo que surge o atual verbo falar em português.<ref>{{citar web|url=http://files.brejodigital.webnode.com/200000056-b7398b833c/livro_salto_praticas_de_leitura_e_escrita.pdf#page=51|titulo=Fábulas Fabulosas|data=2006|acessodata=08/09/2017|publicado=Ministério da Educação|ultimo=Bagno|primeiro=Marcos}}</ref>