Diferenças entre edições de "Eugène Boudin"

7 bytes adicionados ,  11h14min de 16 de fevereiro de 2020
m
Holanda -> Países Baixos
(Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
m (Holanda -> Países Baixos)
 
Iniciador de [[Monet]], ainda adolescente quando os dois se encontraram em [[1858]], Boudin foi marcado pelas suas relações com [[Johan Jongkind]], [[Jean-François Millet]] e [[Jean-Baptiste Camille Corot]]. Este último costumava chamá-lo de "rei dos céus" pelo tratamento pitórico que dava às nuvens, as nuances de azul e o reflexo que esses fenómenos produziam nas paisagens<ref name=biography/>.
 
A crescente reputação de Boudin permitiu-lhe viajar bastante na década de 1870. Ele visitou a [[Bélgica]], [[HolandaPaíses Baixos]] e o sul da França. Entre 1892-1895 fez viagens frequentes para [[Veneza]]. Ele continuou a expor na Salões de Paris, recebendo uma medalha de terceiro lugar no [[Salão de Paris]] de 1881, e uma medalha de ouro na [[Exposição Universal de 1889|Exposição Universal]] de 1889. Em 1892 Boudin foi feito [[Cavaleiro da Legião de Honra]], um reconhecimento por seus talentos e influência sobre a arte de seus contemporâneos<ref name=biography>{{Citar web |url=http://www.eugeneboudin.org/biography.html |título=Eugène Boudin Biography |publicado=Eugène Boudin |editor=Eugène Boudin |acessadoem=22 de abril de 2017}}</ref>.
 
O [[Museu Nacional de Belas Artes (Brasil)|Museu Nacional de Belas Artes]] do [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]] possui em seu acervo vinte quadros de Boudin. Constitui o maior conjunto de obras pertencente a uma instituição pública fora da França. A coleção abarca toda a trajetória artística do pintor, expressando a sua evolução pois corresponde a mais de trinta e cinco anos de produção, desde seus primeiros quadros, amadurecimento e apogeu. O precioso conjunto mostra ainda a temática preferida do artista - paisagens do mar, portos e embarcações, rios e suas margens, campos com animais. Destaca-se o quadro intitulado ''Lavadeiras nas Margens do Rio Touques'', um dos melhores trabalhos de Boudin, verdadeira e encantadora obra prima<ref name=biography/>.
181

edições