Diferenças entre edições de "Véu da ignorância"

253 bytes adicionados ,  20h08min de 19 de fevereiro de 2020
m
m
 
=== Argumentos ===
Argumentou-se que esse conceito pode ter grandes efeitos se for praticado no presente e no passado. Referindo-nos novamente ao exemplo da escravidão, se os donos de escravos foram forçados a atravessar o véu da ignorância a imaginar que eles próprios podem ser escravos, então de repente a escravidão não parece mais justificável. Um exemplo maior seria se cada indivíduo da sociedade baseasse suas práticas no fato de que elas poderiam ser o membro menos favorecido da sociedade. Nesse cenário, liberdade e igualdade poderiam coexistir de uma maneira que tem sido o ideal de muitos filósofos.<ref>{{cite web|url=http://andreaskluth.org/2009/10/28/the-veil-of-ignorance-another-great-thought-experiment|title=The veil of ignorance: great thought experiment|accessdate=28 August 2017}}</ref> Por exemplo, na sociedade imaginária, alguém pode ou não ser inteligente, rico ou nascido em uma classe preferida. Como alguém pode ocupar qualquer posição na sociedade uma vez que o véu é levantado, o dispositivo obriga as partes a considerarem a sociedade da perspectiva de todos os membros, incluindo os que estão em situação de pior e melhor. A aversão ao risco também é um argumento útil contra Rawls.<ref>''[[:en:How to Make Good Decisions and Be Right All the Time|How to Make Good Decisions and Be Right All the Time: Solving the Riddle of Right and Wrong]]'', ed 2008, pp. 77–78</ref>
 
== Versão de Rawls ==
367

edições