Isabel de Herédia: diferenças entre revisões

323 bytes removidos ,  14h42min de 26 de fevereiro de 2020
Não se compreende de nesta página a reiterada desinformação por parte do contribuído "anjo". Por favor mantenha a página com factos ligados e não informação de cararer romancista. Sua excelência Maria Pia não foi nem de facto nem de jure reconhecida como detentora do título de duquesa. Como a última titular desde cargo foi Rainha em Portugal, não tendo havido sucessão por descendência ou casamento.
(Foram removidas alegações que devem fazer parte de um romance literário e não de uma enciclopédia de fatos. As descrições devem ser diretas e baseada em fatos e não opiniões manifestamente imparciais.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
(Não se compreende de nesta página a reiterada desinformação por parte do contribuído "anjo". Por favor mantenha a página com factos ligados e não informação de cararer romancista. Sua excelência Maria Pia não foi nem de facto nem de jure reconhecida como detentora do título de duquesa. Como a última titular desde cargo foi Rainha em Portugal, não tendo havido sucessão por descendência ou casamento.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
|cônjuge = [[Duarte Pio de Bragança]]
|filhos = Afonso<br />Maria Francisca<br />Dinis
|predecessor =
|predecessor = [[Maria Pia de Saxe-Coburgo e Bragança]]<ref>Soares, Fernando Luso (1983); ''D. Maria Pia, Duquesa de Bragança contra D. Duarte Pio, o senhor de Santar''. Lisboa: Editorial Minerva.</ref><ref>Soares, Mário; ''Portugal amordaçado: depoimento sobre os anos do fascismo''. Lisboa: Arcádia, 1974, pp.&nbsp;274–278.</ref>
|successor =
}}