Javier Pérez de Cuéllar: diferenças entre revisões

73 bytes adicionados ,  19h21min de 5 de março de 2020
sem resumo de edição
(Ajustes)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
|nome = Javier Pérez de Cuéllar
|imagem = Javier Pérez de Cuéllar.JPG|
|imagem-tamanho = 250px240px
|título = 5º. [[Secretário-geral das Nações Unidas|5º. Secretário-Geral]] da [[Organização das Nações Unidas|ONU]]
|mandato = 1 de janeiro de 1982<br/>até - 311 de dezembrojaneiro de 19911992<br>
|antecessor = [[Kurt Waldheim]]
|sucessor = [[Boutros Boutros-Ghali]]
|título2 = 28[[Presidente do Conselho de Ministros do Peru|137º. Presidente do Conselho de Ministros]] do [[Peru]]
|mandato2 = 22 de novembro de 2000 -<br/>até 28 de julho de 2001
|vice_título2 = Presidente
|president2 = [[Valentín Paniagua]]
|predecessor2vice2 = [[Federico Salas GuevaraValentín SchultzPaniagua]]
|successor2 antes2 = [[RobertoFederico EnriqueSalas DañinoGuevara Zapata]]Schultz
|depois2 = Roberto Enrique Dañino Zapata
|nascimento_data = {{dni|19|1|1920|si}}
|nascimento_local = [[Lima]], [[Peru]]
|assinatura = Javier Pérez de Cuéllar (firma).jpg
}}
'''Javier Felipe Ricardo Pérez de Cuéllar Guerra''' ([[Lima]], [[19 de janeiro]] de [[1920]] - [[Lima]], [[4 de março]] de [[2020]]) foi um [[diplomata]] e [[político]] [[peru]]ano. Foi [[Secretário-geral das Nações Unidas|secretário-geral]] das [[Nações Unidas]] de [[1982]] a [[19911992]].
 
Candidatou-se à [[Lista de presidentes do Peru|presidência do Peru]] em 1995, mas foi derrotado por [[Alberto Fujimori]].<ref name=":0">{{Citar web|titulo=Morre aos 100 anos Javier Pérez de Cuéllar, ex-secretário geral da ONU|url=https://oglobo.globo.com/mundo/morre-aos-100-anos-javier-perez-de-cuellar-ex-secretario-geral-da-onu-24287177|obra=O Globo|data=2020-03-05|acessodata=2020-03-05|lingua=pt-BR}}</ref> Em setembro de 2000, logo após a fuga do Presidente Alberto Fujimori para o Japão, foi encarregado pelo Presidente em Exercício, Valentin Paniagua, para liderar o Governo de Transição e organizar as eleições, com a dupla função de presidir ao Conselho de Ministros, bem como ao Ministério dos Assuntos Extrangeiros. No governo que resultou das eleições, do Presidente Alejandro Toledo, foi nomeado Embaixador em Paris, terminando a sua carreira política e diplomática em 2004, e ficando em França.
Utilizador anónimo