Diferenças entre edições de "Curió"

2 bytes adicionados ,  16h16min de 10 de março de 2020
m
ajustando datas nas citações, outros pequenos ajustes
m (Substituição de predefinições obsoletas)
m (ajustando datas nas citações, outros pequenos ajustes)
O '''Curió''' (''Sporophila angolensis'') é uma [[Aves|ave]] [[passeriforme]] da família [[Thraupidae|Thrupidae]], nativa do Brasil e muito apreciada pelo seu canto. Mede cerca de 15 cm, sendo que o macho é preto na parte superior do corpo e castanho-avermelhado na parte inferior, sendo a parte interna das asas na cor branca. Criado em cativeiro, presta-se a torneios de canto.
 
Os seus [[habitat]]s naturais são: florestas subtropicais ou tropicais úmidas de baixa altitude e florestas secundárias altamente degradadas. Sua reprodução em cativeiro é extremamente fácil, facilitando a apuração da genética, que os criadores buscam, é boa voz, melodia e repetição, existem dois tipos muitos apreciados, que são a modalidade fibra e a modalidade canto clássico, que existem bastante dialeto de cantos, de acordo com cada local do Brasil, assim como o Paracambi, Praia Grande, Goiana, Timbira, Vi Teu Teu expectativa de vida do Curió é de 8 a 10 anos na natureza, podendo chegar aos 35 anos em ambiente doméstico.
 
Pode ser encontrada nos seguintes países: [[Argentina]], [[Belize]], [[Bolívia]], [[Brasil]], [[Colômbia]], [[Costa Rica]], [[Equador]], [[Guiana Francesa]], [[Guatemala]], [[Guiana]], [[Honduras]], [[México]], [[Nicarágua]], [[Panamá]], [[Paraguai]], [[Peru]], [[Suriname]], [[Trinidad e Tobago]] e [[Venezuela]].
 
==No Brasil ==
Constitui-se na espécie mais apreendida no combate ao tráfico de animais silvestres no país. Graças às suas qualidades canoras é também a espécie que mais possui criadores registrados no chamado ''Sispass'' - cadastro junto ao [[IBAMA]], órgão responsável pela fiscalização e conservação da fauna.<ref name=aa>{{citar web|url=http://www.bv.fapesp.br/pt/projetos-pipe/497/desenvolvimento-sistema-identificacao-curio-oryzoborus/ |título=Desenvolvimento de um sistema de identificação do Curió (Oryzoborus angolensis) através de microssatélites de DNA |autor= Antonio Francisco Ferreira Neto |data=30 de setembro de 2005 |publicado=Pesquisa Inovativa na Pequena e Micro Empresa - PIPE |acessodata=1 de setembro de 2011}}</ref>
 
Iniciado em 2001 o registro dos animais criados por particulares tinha, em 2005, 1,3 milhão de aves registadas, das quais 245.085 eram de curiós.<ref name=aa/>