Diferenças entre edições de "Material genético"

5 bytes removidos ,  02h55min de 1 de abril de 2020
+correções semiautomáticas (v0.57/3.1.56/1.107)
(Simplesmente corrigi uma imprecisão errónea por parte do último editor da página :))
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel Edição via aplic. Android
(+correções semiautomáticas (v0.57/3.1.56/1.107))
'''Material genético''' refere-se aos [[ácidos nucleicos]] que codificam os [[genes]]. O conjunto completo dos genes de uma [[espécie]] é chamado [[genoma]].<ref>[https://www.sobiologia.com.br/conteudos/Citologia2/nucleo5.php Cromossomos e genes]</ref>
 
O material genético contém a [[informação genética]] de uma forma de vida orgânica. Nos seres vivos e [[retrovírus]], o material genético consiste quase exclusivamente de ácido desoxirribonucleico ([[DNA]]) de cadeia dupla. No caso de alguns [[vírus DNA]], o material pode ser DNA de cadeia única, enquanto os [[vírus RNA]] têm o ácido ribonucleico [[RNA]] como material genético.
 
Cada célula tem uma quantidade média constante de material genético ao longo de sua vida.
 
Acredita-se que o primeiro material genético tenha sido o RNA, ocorrendo inicialmente em moléculas de RNA autorreplicantes, flutuando em corpos de água. Este período hipotético na evolução da vida celular é conhecido como o [[mundo do RNA]].<ref name="Cech2012">{{citar periódico| vauthors = Cech TR |título= The RNA worlds in context |periódico= Cold Spring Harbor Perspectives in Biology | volume = 4 |número= 7 |páginas= a006742 |data= julho de 2012 | pmid = 21441585 | pmc = 3385955 | doi = 10.1101/cshperspect.a006742 }}</ref> Tal hipótese é baseada na capacidade de o RNA agir tanto como material genético quanto como um [[catalisador]] ([[ribozima]] ou [[ribossoma]]).<ref>{{citar web|url=http://www.cs.stedwards.edu/chem/Chemistry/CHEM43/CHEM43/Ribosomes/Ribosome.HTML|título=Ribosomes|acessodata=2019-03-02|urlmorta= sim|arquivourl=https://web.archive.org/web/20090320163538/http://www.cs.stedwards.edu/chem/Chemistry/CHEM43/CHEM43/Ribosomes/Ribosome.HTML|arquivodata=2009-03-20}}</ref>
No entanto, uma vez que as [[proteínas]] que podem formar [[enzimas]] passaram a existir, a [[molécula]] de DNA, mais estável, tornou-se o material genético dominante - situação que perdura até a atualidade. A natureza de dupla cadeia do DNA não só permite a correção de mutações como também o ARN é inerentemente instável. As células atuais usam o RNA principalmente para construir proteínas a partir de instruções do DNA, na forma de [[RNA mensageiro]], [[RNA ribossômico]] e [[RNA de transferência]].
 
Tanto o RNA quanto o DNA são [[macromolécula]]s compostas de [[nucleotídeos]], dos quais existem quatro disponíveis em cada molécula. Três nucleotídeos compõem um [[códon]], uma espécie de "palavra genética", que é como um [[aminoácido]] em uma proteína. A tradução códon-aminoácido é conhecida como [[tradução (genética)|tradução genética]].
 
{{referênciasReferências}}
 
 
{{esboço-genética}}