Diferenças entre edições de "Yumjaagiin Tsedenbal"

18 bytes removidos ,  02h47min de 2 de abril de 2020
(+Categoria:Comunistas; +Categoria:Ordem de Lenin usando HotCat +correções semiautomáticas (v0.57/3.1.56/))
'''Yumjaagiin tsedenbal''' ( mongol : Юмжаагийн Цэдэнбал ; 17 de setembro de 1916 - 20 abril de 1991 ) foi um político comunista mongol.
[[FicheiroImagem:Tsedenbal BundesArchiv.jpg|miniaturadaimagem|'''Yumjaagiin Tsedenbal''']]
De 1952 a 1984. Durante sua vida política, atuou como Presidente do Grande Khural do povo, Primeiro-Ministro da Mongólia e Secretário-Geral do Partido Revolucionário Popular da Mongólia. Ficando mais de 44 anos no comando da Mongólia.
[[FicheiroImagem:Bundesarchiv Bild 183-K0615-0001-141, Berlin, VIII. SED-Parteitag.jpg|esquerda|miniaturadaimagem|'''Tsedenbal com o Líder da Bulgária Todor Jivkov''']]
 
== Vida Política ==
Durante o seu reinado como chefe de Estado, Tsedenbal apresentaram pedidos para a incorporação da Mongólia na URSS em cinco a oito ocasiões, mas estas propostas foram invariavelmente rejeitado pelos líderes soviéticos. Na época da ruptura sino-soviética , Tsedenbal decisivamente alinhou com a União Soviética e provocou a ira da China. Na Mongólia, Tsedenbal é lembrado por manter com sucesso um caminho do socialismo relativamente moderado durante a Guerra Fria .
 
Tsedenbal foi forçado a se aposentar em agosto de 1984 em um movimento soviético-patrocinado, oficialmente por conta de sua velhice e fraqueza mental, mas, pelo menos em parte por causa de sua oposição ao processo de reaproximação sino-soviética que tinha começado com o discurso Tashkent de Leonid Brejnev março 1982. [[Nyamyn Jagvaral]] assumiu como Presidente interino do Presidium do Grande Khural do Povo (23 de agosto de 1984 -12 de dezembro de 1984). Em dezembro de 1984 [[Jambyn Batmönkh]] assumiu o comando da Mongólia cargo no qual ficou até março de 1990.<br />
 
Durante o seu reinado como chefe de Estado, Tsedenbal apresentaram pedidos para a incorporação da Mongólia na URSS em cinco a oito ocasiões, mas estas propostas foram invariavelmente rejeitado pelos líderes soviéticos. Na época da ruptura sino-soviética , Tsedenbal decisivamente alinhou com a União Soviética e provocou a ira da China. Na Mongólia, Tsedenbal é lembrado por manter com sucesso um caminho do socialismo relativamente moderado durante a Guerra Fria .
Tsedenbal foi forçado a se aposentar em agosto de 1984 em um movimento soviético-patrocinado, oficialmente por conta de sua velhice e fraqueza mental, mas, pelo menos em parte por causa de sua oposição ao processo de reaproximação sino-soviética que tinha começado com o discurso Tashkent de Leonid Brejnev março 1982. [[Nyamyn Jagvaral]] assumiu como Presidente interino do Presidium do Grande Khural do Povo (23 de agosto de 1984 -12 de dezembro de 1984). Em dezembro de 1984 [[Jambyn Batmönkh]] assumiu o comando da Mongólia cargo no qual ficou até março de 1990.<br />
 
== Prêmios ==
[[FicheiroImagem:Tsedenbal.jpg|miniaturadaimagem|'''Túmulo de Tsedenbal''' ]]
 
 
'''Mongólia'''
* Ordem de Karl Marx ( GDR )
* Ordem da Amizade dos Povos (GDR)
* Ordem da Bandeira Nacional ( CoréiaCoreia do Norte )
* Ordem da Bandeira Nacional ( Hungria )
* Ordem de Jose Marti  ( Cuba )
 
== Fontes ==
== Fontes ==
 
* Batbayar, Tsedendambyn. ''Mongólia moderna: uma história concisa'' . Ulaanbaatar: 2002.
* Nadirov, Sh. G. ''Tsedenbal e os acontecimentos de agosto 1984'' . Trans. Baasan Ragchaa. Bloomington (Ind.): Mongólia Society de 2005.
* Rupen, Robert. ''Como Mongólia é realmente governada. A história política da República Popular da Mongólia, 1900-1978'' . Stanford (Cal.): Hoover Institution Press, 1979.
* Shinkarev, Leonid. ''Tsedenbal i Filatova. Liubov 'vlast', tragedia'' . Moscou e Irkutsk: Izdatel' Sapronov de 2004
 
[[Categoria:Comunistas]]
[[Categoria:Ordem de Lenin]]
6 767

edições