Diferenças entre edições de "Estádio Antônio Mourão Vieira Filho"

Inaugurado a [[6 de abril]] de [[1947]], numa partida entre os times do [[Fluminense Football Club|Fluminense]] e do [[Club de Regatas Vasco da Gama|Vasco da Gama]], vencida pelo tricolor por 5 a 4 é um tradicional estádio carioca, tendo sido usado por grandes clubes cariocas em décadas passadas.<ref>[http://futrio.net/site/noticia/detalhe/35195462/estadio-da-rua-bariri-completa-70-anos-de-fundacao-nesta-quinta-feira-6 Estádio da Rua Bariri completa 70 anos de fundação nesta quinta-feira (6), página editada em 6 de abril de 2017 e disponível em 24 de março de 2020]</ref>
 
Nesse mesmo ano de inauguração o {{Futebol Botafogo}} foi jogar contra Olaria e levou o seu mascote, o cachorro Biriba, mas o Olaria apresentou um índio de 60 anos que atiçou a sua [[arara]] contra o Biriba e pôs o cão para correr, época na qual o Olaria era apoiado por um grupo de 30 a 40 taxistas da região, conhecido como "Terceiro Time", que intimidavam os adversários do clube.<ref>[https://books.google.com.br/books?id=cJTFP5ThdOcC&pg=PA17&lpg=PA17&dq=est%C3%A1dio+da+rua+bariri+grandes+momentos&source=bl&ots=qQqn8MdCQ0&sig=ACfU3U2drIAwrPzkaUHd7CRnp8PeZohBKQ&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwiG1rj9-7PoAhWgHrkGHcR8AxEQ6AEwEnoECAkQAQ#v=onepage&q=est%C3%A1dio%20da%20rua%20bariri%20grandes%20momentos&f=false Revista [[Placar]] número 578 de 12 de junho de 1981, página 18.]</ref><ref>[http://www.museudapelada.com/resenha/o-indio-da-rua-bariri O índio da Rua Bariri, página editada em 6 de setembro de 2017 e disponível em 4 de abril de 2020.]</ref>
 
A fama de "alçapão" dado à Rua Bariri é também porque o estádio foi palco de imponentes vitórias do time da casa, assim como também houve nele confusões e brigas. Entre os momentos gloriosos, pode se destacar a vitória sobre o Botafogo logo no primeiro ano do estádio ou os 3 a 0 contra o Vasco em 1954 e sobre o {{Futebol Flamengo}}, tricampeão carioca nos [[anos 1950]] e numa tarde inspirada do goleiro Júlio César fechando o gol rubro-negro, mas que não conseguiu defender a cobrança de falta de Diego, na última volta do ponteiro do cronômetro em 2004, também tendo havido algumas confusões em sua história, criando uma áurea de lugar difícil do time da casa ser batido. Entre os momentos gloriosos, no dia 23 de junho de 1996, o Olaria era derrotado pelo