Diferenças entre edições de "Casa de Habsburgo"

5 bytes adicionados ,  02h35min de 8 de abril de 2020
m
m
 
== Uniões dinásticas ==
Todo o processo das uniões dinásticas lhes foi favorável. A fórmula que nasceu diz: ''Bella gerant alii; tu, felix Austria, nube'' ("que outros guerreiem (enquanto) tu, feliz Áustria, concluis casamentos"). Conseguiram dominar a [[Europa]] como resultado dessa astuta política. [[Maximiliano I, Sacro Imperador Romano-Germânico|Maximiliano I]] ([[1459]]-[[1519]]) com o seu próprio casamento com [[Maria da Borgonha]] passou a governar as possessões neerlandesas dos duques da Borgonha, ou seja, [[Países Baixos]], [[Luxemburgo]] e a [[Borgonha]], além do Franco Condado. Ao casar-se com a infanta Joana de Castela, seu filho [[Filipe, oI Belode Castela]] tornou-se rei de [[Reino de Castela|Castela]], [[Aragão]], [[Reino de Nápoles|Nápoles]] e senhor das terras espanholas do [[Novo Mundo]]. Pelo tratado de Viena, em [[1515]], Maximiliano I assegurou o casamento de seus dois netos com as herdeiras de [[Vladislau II da Hungria|Ladislau II Jaguelônica]], e os Habsburgos obtêm as coroas da [[Boêmia]] e da [[Reino da Hungria|Hungria]] em [[1526]].
 
== Carlos V, o apogeu ==
71

edições