Praga romana de 590: diferenças entre revisões

73 bytes adicionados ,  10 de abril de 2020
Sem categoria
(nova página: A epidemia de peste começou devastando o território bizantino do leste e o oeste do território franco. Expandiu-se pela península e atingiu a cidade de Roma, na Itália, no ano...)
Etiquetas: Possível conteúdo ofensivo Provável parcialidade
 
(Sem categoria)
{{Sem categoria|data=abril de 2020}}
A epidemia de peste começou devastando o território bizantino do leste e o oeste do território franco. Expandiu-se pela península e atingiu a cidade de Roma, na Itália, no ano de 590.
A epidemia de peste começou devastando o território bizantino do leste e o oeste do território franco. Expandiu-se pela península e atingiu a cidade de Roma, na Itália, no ano de 590. Os cidadãos da época acreditavam que a epidemia era um castigo divino por conta da corrupção praticada pelo governo na época. Sua primeira e mais famosa vítima foi o papa Pelágio II, morto em 5 de fevereiro de 590 e enterrado em São Pietro. Após a morte de Pelágio II, o clero e o senado romano elegeram um novo papa, Gregório Magno, em 3 de outubro de 590; cujo o qual enfrentou a peste e após sua morte foi canonizado santo.<ref>http://centrodombosco.org/2020/03/13/sao-gregorio-magno-e-o-corona-virus-do-seu-tempo/</ref>
 
{{Referências}}
Os cidadãos da época acreditavam que a epidemia era um castigo divino por conta da corrupção praticada pelo governo na época.
{{esboço-epidemia}}
 
Sua primeira e mais famosa vítima foi o papa Pelágio II, morto em 5 de fevereiro de 590 e enterrado em São Pietro.
 
Após a morte de Pelágio II, o clero e o senado romano elegeram um novo papa, Gregório Magno, em 3 de outubro de 590; cujo o qual enfrentou a peste e após sua morte foi canonizado santo.
 
Fonte: <http://centrodombosco.org/2020/03/13/sao-gregorio-magno-e-o-corona-virus-do-seu-tempo/>