Diferenças entre edições de "Teatro Sá da Bandeira"

3 bytes adicionados ,  18h42min de 12 de abril de 2020
A Câmara do Porto desencadeou junto da Direção-Geral do Património Cultural um processo de classificação, atribuindo-lhe também a distinção como Entidade de Interesse Histórico e Cultural ou Social Local.
 
Em Março de 2019, a Câmara do Porto querdecidiu vender em hasta pública o teatro pelo valor base de licitação de 2,190 milhões de euros, por considerar "esgotada a utilidade de manter no património público o edifício em questão"<ref>{{citar web|URL=https://www.jn.pt/local/noticias/porto/porto/interior/camara-do-porto-quer-vender-em-hasta-publica-teatro-sa-da-bandeira-10710158.html|título=Câmara do Porto quer vender em hasta pública Teatro Sá da Bandeira|autor=|data=|publicado=|acessodata=}}</ref>.
 
Foi comprado pela [[Livraria Lello]] em 30 maio 2019 por 3,5 milhões de euros<ref>{{Citar web|titulo=Livraria Lello compra Teatro Sá da Bandeira por 3,5 milhões de euros|url=https://www.dn.pt/cultura/interior/livraria-lello-compra-teatro-sa-da-bandeira-por-35-milhoes-de-euros-10958236.html|obra=www.dn.pt|acessodata=2019-05-30|lingua=pt}}</ref><ref>{{Citar web|titulo=Livraria Lello compra Teatro Sá da Bandeira por 3,5 milhões de euros|url=https://www.jn.pt/local/noticias/porto/porto/interior/livralia-lello-compra-teatro-sa-da-bandeira-por-35-milhoes-de-euros-10958215.html|obra=www.jn.pt|acessodata=2019-05-30|lingua=pt}}</ref>.