Diferenças entre edições de "Restaurant Brands International"

6 bytes adicionados ,  20h16min de 15 de abril de 2020
m
→‎História: corrigindo uma frase
m (→‎História: consertando as referências que estavam atrapalhando a leitura da página.)
m (→‎História: corrigindo uma frase)
para uma nova base de clientes global."<ref>{{citar notícia|title=Tim Hortons, Burger King agree to merger deal|url=http://www.cbc.ca/news/business/tim-hortons-burger-king-agree-to-merger-deal-1.2746948|accessdate=26 de agosto de 2014|work=CBC News|date=26 de agosto de 2014}}</ref><ref name="gandm-bkth"/>
 
Embora inversões de impostos, um processo no qual uma empresa diminui a quantidade de [[imposto]]s que paga movendo sua sede para um [[Paraíso fiscal|país]] com menores [[Alíquota|taxas]], mas mantém a maioria de suas operações em sua localização anterior, ter sido uma tendência financeira recente, não terá tanto impacto sobre a reincorporação do Burger King no Canadá. O [[imposto sobre as sociedades nos Estados Unidos|taxa de IRC]] nos Estados Unidos é de 39,1%, enquanto a do Canadá [[Tributação no Canadá|taxa de IRC]] é de apenas 26%: no entanto, Burger King já tinha usado vários [[abrigo Tax|abrigando]] técnicas para reduzir a sua taxa de imposto de 27,5%. Como um exemplo de alto perfil de inversão de imposto, a notícia da fusão foi criticado por políticos norte-americanos, que sentiram que a mudança resultaria em uma perda de receitas fiscais aos interesses estrangeiros, e poderia resultar em mais pressão do governo contra inversões (que tinha, até que a fusão Burger king, foi invocada principalmente por empresas farmacêuticas).<ref name=lat-inversion>{{citar notícia|title=Burger King, Tim Hortons talks could turn up heat on tax inversions|url=http://www.latimes.com/business/la-fi-burger-king-tim-hortons-tax-inversion-20140825-story.html|accessdate=26 de agosto de 2014|work=Los Angeles Times|date=26 de agosto de 2014}}</ref><ref name=wsj-bkinversion>{{citar notícia|title=Burger King-Tim Hortons Merger Raises Tax-Inversion Issue|url=http://online.wsj.com/articles/burger-king-tim-hortons-merger-plan-raises-tax-inversion-issue-1409010049|accessdate=26 de agosto de 2014|work=Wall Street Journal|date=25 de agosto de 2014}}</ref><ref name=nyt-BurgerKing>{{citar notícia|title=Burger King to Buy Tim Hortons for $11.4 Billion| url=http://dealbook.nytimes.com/2014/08/26/burger-king-to-buy-tim-hortons-for-11-4-billion/|date=26 de agosto de 2014|first=Michael|last=De La Merced|accessdate=26 de agosto de 2014|work=New York Times |location=United States }}</ref> 3G CapitalO co-fundador da 3G Capital, Alexandre Behring negou que estava relacionada com a fusão de impostos, afirmando que era "fundamentalmente sobre crescimento e criação de valor por meio da expansão acelerada."
 
O negócio foi aprovado pelo Canadian Competition Bureau em 28 de outubro de 2014, determinando que o negócio era <ref>http://www.cbc.ca/news/business/tim-hortons-burger-king-deal-ok-d-by-competition-bureau-1.2815809</ref> O negócio foi aprovado pelo [[Ministro da Indústria (Canadá)|Ministro da Indústria]] [[James Moore (político canadense)|James Moore]] em 4 de dezembro, 2014: as duas empresas concordaram em condições, exigindo que as cadeias Burger King e Tim Hortons manter operações separadas, não combinam locais no Canadá e nos Estados Unidos, manter "os níveis de emprego significativos" na sede da Oakville, e garantir que os canadenses formam a menos 30% do Tim Hortons 'conselho de administração.<ref name=fp-ottawaapproved>{{citar notícia|title=Burger King promises to ramp up Tim Hortons’ U.S. expansion as Ottawa approves takeover|url=http://business.financialpost.com/2014/12/04/tim-hortons-burger-king-industry-canada/|accessdate=10 de dezembro de 2014|work=Financial Post}}</ref> Tim Hortons acionistas aprovaram a incorporação em 9 de dezembro de 2014: no mesmo dia, foi anunciado que a nova holding seria conhecido como Restaurant Brands International, e são negociadas sob o ticker símbolo QSR. Vice-presidente Marc Caira sentiu que a fusão foi o "próximo capítulo" para Tim Hortons, prevendo uma "mais ousado, mais assertiva e dinâmica Tim Hortons no futuro", junto com suas perspectivas de expansão internacional.<ref name=fp-bkmergeapproved>{{citar web|title=Tim Hortons enters ‘next chapter’ as shareholders approve Burger King’s $12.5 billion takeover|url=http://business.financialpost.com/2014/12/09/tim-hortons-burger-king-takeover-approved/|website=Financial Post|accessdate=10 de dezembro de 2014}}</ref>
192

edições