Diferenças entre edições de "Discussão:Governo Jair Bolsonaro"

(novo tópico: ​→‎Marcado como parcial)
== Marcado como parcial ==
 
A introdução segue caracterizada pela escrita parcial e apresentação de informações datadas, apresentadas de forma descontextualizada ou selecionadas sem critérios que transpareçam valor informativo, mas, antes, viés de confirmação. Enumero:
:1 - ''A pasta é chefiada pelo economista liberal Paulo Guedes, podendo ele ser o ministro da área econômica mais poderoso que o Brasil já teve''. O que quer dizer precisamente "o mais poderoso". Quer dizer que é o ministro com mais atribuições? Afinal, me parece que outros ministros da economia, até pelo fato de terem apresentado resultados econômicos absolutamente superiores em todos os aspectos, pareciam ter mais respaldo da sociedade, imprensa e poder e influência ''de facto''. De toda forma, esse aposto, se correto, não deveria estar na biografia do próprio Paulo Guedes?
:2 - ''Os primeiros meses de governo foram caracterizados por investidas na política externa'' - O que quer dizer "investida na política externa"? O que há de diferente na atuação de Bolsonaro na política externa para que se possa afirmar que isso é uma "característica" dos seus primeiros meses de governo? O que se pretende dizer aqui é que houve uma guinada nas relações exteriores do país ditada por "maior alinhamento ideológico com líderes de extrema direita"? Se for isso, que se escreva de forma clara. A impressão que esse trecho passa é que o governo se destacou na política externa de forma geral - o que é desmentido pela realidade factual: há praticamente um consenso nos veículos da grande mídia brasileira que a política externa do governo Bolsonaro é caótica, desastrosa e errática, tanto na visão dos veículos conservadores quanto progressistas: [https://epoca.globo.com/artigo-como-politica-externa-caotica-de-bolsonaro-preocupa-resto-da-america-do-sul-23761853] [https://www.cartacapital.com.br/opiniao/incoerencia-define-a-politica-externa-do-governo-bolsonaro/] [https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2019/12/26/interna_politica,1110542/tropecos-na-politica-externa-de-bolsonaro-enfraquecem-brasil.shtml] [https://exame.abril.com.br/brasil/governo-bolsonaro-usa-fe-crista-como-eixo-de-politica-externa/]. As mesma análise é feita pela academia e pela maioria dos cientistas políticos.