Diferenças entre edições de "Ideologia"

26 bytes adicionados ,  07h39min de 20 de abril de 2020
sem resumo de edição
'''Ideologia''' é um termo que possui diferentes significados e duas concepções: a neutra e a [[crítica]].<ref name="CONSC">{{citar web|url=http://www.consciencia.org/sobre-a-ideologia|título=Sobre a Ideologia|língua3=pt|autor=Pompeo, Flávio Sposto|data=13 de abril de 2008|publicado=consciencia.org|acessodata=9 de janeiro de 2012}}</ref> No [[senso comum]] o termo ideologia é sinônimo ao termo [[:wikt:ideário|ideário]], contendo o sentido neutro de conjunto de ideias, de pensamentos, de [[doutrina]]s ou de visões de mundo de um indivíduo ou de um grupo, orientado para suas ações sociais e, principalmente, [[política]]s. Para autores que utilizam o termo sob uma concepção crítica, ideologia pode ser considerado um instrumento de dominação que age por meio de convencimento ([[persuasão]] ou [[dissuasão]], mas não por meio da força física) de forma prescritiva, [[alienação|alienando]] a consciência humana.
 
Para alguns, como [[Karl Marx]], a ideologia age mascarando a realidade.<ref name="UOLEDU">{{citar web|url=http://educacao.uol.com.br/sociologia/ideologia-termo-tem-varios-significados-em-ciencias-sociais.jhtm|título=Ideologia — Termo tem Vários Significados em Ciências Sociais|língua3=pt|autor=Cancian, Renato|publicado=Uol Educação|acessodata=9 de janeiro de 2012}}</ref> Os pensadores adeptos da [[Teoria Crítica]] da [[Escola de Frankfurt]] consideram a ideologia como uma ideia, discurso ou ação que mascara um objeto, mostrando apenas sua aparência e escondendo suas demais qualidades. Já o sociólogo contemporâneo [[John B. Thompson]] também oferece uma formulação crítica ao termo ideologia, derivada daquela oferecida por Marx, mas que lhe retira o caráter de ilusão (da realidade) ou de falsa consciência, e concentra-se no aspecto das relações de dominação.
 
A ideologia também foi analisada pela corrente [[filosofia|filosófica]] do [[pós-estruturalismo]], a qual é apontada por muitos autores como a superação do [[marxismo]].<ref name="SCRIB">{{citar web|url=http://pt.scribd.com/doc/28140009/A-ideologia-do-genero-nao-e-marxista|título=A ideologia do gênero não é Marxista|autor=Viana, Nildo|língua3=pt|data=10 de março de 2010|publicado=Scribd|acessodata=9 de janeiro de 2012}}</ref>
 
== Histórico ==
A origem do termo ocorreu com [[Destutt de Tracy]],<ref name="DECUFCG">{{citar web|url=http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/AntoinLC.html|título=Antoine Louis Claude Destutt de Tracy, Conde|publicado=Universidade Federal de Campina Grande|língua3=pt|acessodata=9 de janeiro de 2012|arquivourl=https://web.archive.org/web/20121226201548/http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/AntoinLC.html|arquivodata=2012-12-26|urlmorta=yes}}</ref> que criou a palavra e lhe deu o primeiro de seus significados: ciência das ideias. Posteriormente, concluíram que esta palavra ganharia um sentido novo quando [[Napoleão]] chamou De Tracy e seus seguidores de "ideólogos" no sentido de "deformadores da realidade". No entanto, os pensadores da [[Antiguidade Clássica]] e da [[Idade Média]] já entendiam ideologia como o conjunto de ideias e opiniões de uma [[sociedade]].
 
[[Karl Marx]] desenvolveu uma teoria a respeito da ideologia na qual concebe a mesma como uma consciência falsa, proveniente da divisão entre o trabalho manual e o intelectual. Para [[Marx]] não se pode analisar uma sociedade separada de sua condição social e histórica. Nessa divisão, surgiriam os ideólogos ou intelectuais que passariam a operar em favor da dominação ocorrida entre as classes sociais, por meio de ideias capazes de deformar a compreensão sobre o modo como se processam as relações de produção. Neste sentido, a ideologia (enquanto falsa consciência) geraria a inversão ou a camuflagem da realidade, para os ideais ou interesses da classe dominante.<ref>{{citar livro|último=Marx|primeiro=Karl|coautor=Engels, Friedrich|título=A Ideologia Alemã|língua3=pt|local=São Paulo|editora=Hucitec|ano=2002}}</ref>
 
Entretanto, não é apenas em ''A Ideologia Alemã'' que Marx trata do tema ideologia e, devido às inconsistências entre seus escritos sobre o tema, não seria correto afirmar-se que Marx possui uma única e precisa definição sobre o significado do termo ideologia. O sociólogo [[John B. Thompson]] faz uma análise minuciosa sobre três desenvolvimentos encontrados ao longo da obra de Marx sobre o termo ideologia, com convergências e divergências entre si, batizados por Thompson como (1) polêmica, (2) epifenomênica e (3) latente.
[[Categoria:Sociologia]]
[[Categoria:Pensamento]]
[[Categoria:PolíticaEspectro político]]