Diferenças entre edições de "Oeiras (Piauí)"

65 bytes adicionados ,  04h49min de 3 de maio de 2020
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
A cidade de Oeiras tem seu surgimento motivado pela criação bovina. Em meados do século XVII, a criação de [[gado]] é empurrada pela [[Reino de Portugal|Coroa Portuguesa]] para o interior, com o intuito de deixar as terras próximas ao litoral livres para o plantio da [[cana-de-açúcar]], atividade mais lucrativa da [[Brasil Colônia|Colônia]] à época. Com isso, a Coroa portuguesa doa terras no interior do nordeste para a povoação e criação bovina, em regime de [[sesmaria]]s.
 
Sendo assim, dezenas de desbravadores se adentraram pelas terras do interior [[Nordeste do Brasil|nordestino]] ,em busca de terras apropriadas para criar gado. Um desses é [[Domingos Afonso Mafrense]] e seu irmão Julião Serra, que são os responsáveis pela colonização das terras onde hoje se localiza o município de Oeiras e a fundação da [[Igreja Matriz de Nossa Senhora da Vitória]].
 
Domingos tornou-se proprietário de muitas fazendas de gado no sul do [[Piauí]], dentre elas merece destaque a [[Fazenda Cabrobó]], no vale do [[Riacho Mocha]], possivelmente fundada na década de 1670, que deu origem ao núcleo populacional da Vila da Mocha (hoje Oeiras), primeira capital do Piauí.
Utilizador anónimo