Procônsul: diferenças entre revisões

269 bytes adicionados ,  15 de maio de 2020
m
manutenção refs.
m (manutenção refs.)
{{Sem-mais fontes|data=junho de 2010}}
{{Ver desambig|este=o cargo político romano|o gênero de primatas catarrinos|Proconsul}}
O '''procônsul''' (''proconsul'', em [[latim]]) era o governador de uma [[província romana]].<ref>{{citar web|url = https://www.britannica.com/topic/proconsul-ancient-Roman-official |título = Procônsul |obra = Encyclopædia Britannica Online |língua = en |acessodata = 15 de maio de 2020}}</ref>
 
Na origem, os cargos procuratórios romanos (procônsul, [[propretor]] e [[proquestor]]) foram uma inovação da [[República Romana]], criados para fornecer generais e governadores provinciais sem a necessidade de eleger mais magistrados a cada ano. Assim, em vez de estabelecer novos cargos de [[cursus honorum|magistratura ordinária]] para aqueles fins, os romanos preferiam designar cidadãos para agir em nome (''pro'') de um magistrado eleito. O procônsul agia, portanto, em nome ou no lugar (''pro'') do cônsul (''consul'').
 
Modernamente, usa-se por vezes o termo "procônsul" para referir-se de modo informal a um governador designado por uma potência estrangeira num contexto de [[colonialismo]] ou de ocupação militar, de que são exemplos [[Douglas MacArthur]] no [[Japão]] pós-[[segunda Guerra Mundial|Segunda Guerra]] e os administradores civis do [[Iraque]] após a [[Invasão do Iraque|invasão americana daquele país]] em 2003.
 
== Referências ==
<references />
 
{{Controle de autoridade}}
 
[[Categoria:Procônsules romanos| ]]