Diferenças entre edições de "Asteroide"

235 bytes adicionados ,  21h27min de 16 de maio de 2020
m
Ajustes; novas referências.
m (Foram revertidas as edições de 2804:15E4:A31C:5B00:7400:4BB3:F0F0:FA17 para a última revisão de Douglasboavista, de 18h19min de 5 de outubro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
m (Ajustes; novas referências.)
[[Imagem:433eros.jpg|thumb|direita|Asteroide [[433 Eros|Eros]].]]
 
Os '''asteroides''' <sup>[[Acordo Ortográfico de 1990|AO 1990]]</sup> <ref name="Ref1">{{citar web| url = http://www.solarviews.com/portug/asteroid.htm | titulo = Introdução aos asteroides|publicado=Views of the solar system|acessodata=4 jan 2013}}</ref> são corpospequenos rochosos[[Corpo eceleste|corpos]] metálicosrochosos que possuem órbita definida ao redor do Sol.<ref name=vest>{{citar web |url=http://wwwssd.mundovestibularjpl.comnasa.brgov/articles?asteroids |titulo=Asteroids |website=NASA{{Snd}} Jet Propulsion Laboratory |accessodata=16 de maio de 2020 |lingua=en}}</471/1/ASTEROIDES/Paacutegina1ref><ref>{{Citar enciclopédia |autor=Edward F.html Tedesco |enciclopédia=[[Encyclopædia Britannica]] |título=AsteróidesAsteroid |autorurl=https://www.britannica.com/science/asteroid |datadataacesso=16 de maio de 2020 |publicadodata=Mundo13 de março de 2020 Vestibular|acessodataeditora=4Encyclopædia janBritannica, 2012inc. |lingua=en}}</ref> Fazem parte dos [[corpo menor do sistema solar|corpos menores do sistema solar]], possuindo, geralmente, apenas algumas centenas de quilômetros. Alguns asteroides possuem satélites naturais.<ref>[https://www.calacademy.org/events/benjamin-dean-astronomy-lectures/tiny-moons-around-asteroids Tiny Moons Around Asteroids] parte das "Benjamin Dean Astronomy Lectures" (2016)</ref>
 
Historicamente, chegaram a ser igualmente denominados planetoides, planetas menores ou pequenos planetas - mas na resolução B5 de 24 de Agosto de 2006 tomada em [[Praga]], a [[União Astronómica Internacional|União Astronômica Internacional]] (UAI) recomenda que todos estes sinônimos deixem de ser usados, devido à sua ambiguidade.<ref>{{citar web|url=http://www.iau.org/public_press/news/release/iau0603/questions_answers/|título= Questions and Answers on Planets|publicado=U.A.I.|acessodata=11 de Agosto de 2013|língua=inglês}}</ref> O termo "asteroide" deriva do grego "''astér''", estrela, e "''oide''", sufixo que denota semelhança. São semelhantes aos [[meteoroide]]s, porém com dimensões bem maiores, possuindo formas e tamanhos indefinidos.<ref name=vest/> O menor asteróide que os astrônomos já mediram com sucesso, usando quatro telescópios diferentes, é de 2 metros de largura. Ele passou perto de nosso planeta em outubro de 2015.<ref>[http://www.space.com/34868-smallest-asteroid-studied-2015-tc25.html 6-Foot-Wide 'Bald' Asteroid Is Smallest Ever Studied] por Mike Wall, em "Space.com" (2016)</ref>
 
O [[Minor Planet Center]] possui dados de mais de 1,1 milhão de [[planeta menor|planetas menores]] no Sistema Solar interno e externo, dos quais mais de 680 mil têm [[designação de planeta menor|designações numeradas]].<ref>{{citar web|url=http://www.minorplanetcenter.net/iau/lists/Desigs.html|titulo=Provisional Designations|publicado=Minor Planet Center|data=11 de setembro de 2014|acessodata=2 de outubro de 2012}}</ref> A grande maioria desses objetos está no [[cinturão de asteroides]].
 
[[imagem:InnerSolarSystem-en.png|thumb|Cinturão de asteroides em branco, entre Marte e Júpiter.]]São desconhecidos quase todos os de menor tamanho, os quais acredita-se que existam cerca de um milhão.<ref name=vest/> Estima-se que mais de quatrocentos mil possuam diâmetro superior a um [[quilômetro]].
[[1 Ceres|Ceres]] é o maior asteroide conhecido, possuindo diâmetro de aproximadamente novecentos quilômetros,<ref name=how>{{citar web|url=http://ciencia.hsw.uol.com.br/asteroides1.htm|título=Como funcionam os asteróides|autor=|data=|publicado=ciencia.hsw.uol.com.br|acessodata=4 de janeiro de 2013}}
</ref> e, desde [[24 de Agosto]] de [[2006]], passou a ser considerado também um [[planeta anão]]. Possui brilho variável, o que é explicado pela sua forma irregular, que reflete como um espelho a luz do Sol em diversas direções.<ref>{{citar web|url=http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2014/01/ceres-o-maior-asteroide-do-sistema-solar-emite-bjatos-de-vapor-daguab.html|título=Ceres, o maior asteroide do Sistema Solar, emite jatos de vapor d'água|autor=|data=23 de janeiro de 2014|publicado=Epoca|acessodata=8 de abril de 2016}}</ref>